16

Flávio Dino sem acesso a Dilma…

Dino com Rebelo: encontro de partidários

Dino com Rebelo: encontro de partidários

O governador Flávio Dino (PCdoB) esteve na semana passada em Brasília.

Seu objetivo era tentar um encontro com a presidente Dilma Rousseff (PT), que não o recebeu.

Quem acompanhou mais atentamente a movimentação do governador na capital federal percebeu que sua agenda se resumiu à periferia do Palácio do Planalto.

Dino teve um encontro com o ministro de Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo, que é do seu próprio partido, e se reuniu também com o ministro Gilberto Kassab.

No sábado, sua assessoria tentou explicar a ausência de uma agenda com a presidente justificando que ela estava na Bolívia, na posse do tri-presidente Evo Morales.

Mas a mesma assessoria deixou escapar que ele ficaria até domingo, quando seria recebido por Dilma.

Com Kassab, levado por Trinchão

Com Kassab, levado por Trinchão

Não foi.

Na verdade, desde o fim da eleição, em outubro, Flávio Dino tenta encaixar uma agenda com Dilma. Ele pretendia uma foto com ela antes mesmo da posse, para reorçar a imagem de próximo do Planalto.

Não conseguiu.

E na campanha, com Aécio

E na campanha, com Aécio

Dilma ressente-se da postura de Dino na campanha eleitoral de 2014.

O comunista chegou a declarar apoio a três candidatos e fez campanha aberta para Aécio Neves (PSDB) no primeiro turno.

No segundo turno, já eleito, ele se eximiu da campanha, ignorando até uma reunião de Dilma com os governadores eleitos. (Leia aqui)

Apareceu apenas no dia da votação, para declarar voto na candidata do PT.

Não foi o suficiente para agradar Dilma.

É possível que Flávio Dino ainda consiga uma agenda com a presidente este ano.

Mas ele vai ter que circular muito na periferia do poder enquanto aguarda no fim da fila…

Marco Aurélio D'Eça

16 Comments

  1. Ô meu chapa, se tu não levar esse teu cotovelo urgentemente pro socorrão ele vai te matar de dor. Eita dor danada de cotovelo. essa dor vai vai demorar muito ainda meu chapa. te cuida, bota gelol que etenua

  2. Na pressa de defender esse vice-governador, seus fãs, confundem tudo, instituição com clube de amigos, Marco. O Maranhão PRECISA do governo federal, pras mais diversas políticas públicas que possam beneficiar o estado, não é o caso de celebridade em baixa, seus idiotas!!!

  3. Flávio Dino tem demonstrado ser um Governador descompromissado desrespeitando acordos anteriormente firmado. Inventou o Jerry, o mesmo fica como sendo o CHEFÃO, mas não é, serve apenas para afastar os aliados, alguns já EX aliados. Assim, Dino vai deixando de honrar os acertos e acertando apenas o que interessa. Foi eleito, apenas conseguiu usar o vácuo, a falta de opção contrária. Caso a Roseana seja livre da delação do Youssef, adeus 2016 e 2018 para esse grupo atual.

  4. Se flavio dino nao esta sendo recebido … imagina rosenaa …kkkkkkkkkkkkk marco me compre um bode

  5. Será mesmo? Caso a Dilma a pior presidente que o Brasil já teve não tenha recebido o Flávio, acho que foi até bom, pois a imagem dela, Dilma, está muito manchada com tantos escândalos, segundo governo pífio, que desmente a si próprio. Fez bem o Flávio não ter sido recebido por ela. Se isso adiantasse alguma coisa, a Roseana teria feito um bom governo, pois vivia posando com a dita cuja.

  6. É pura bobagem, a presidente deverá receber Flávio Dino no Planalto para formar parcerias, pois ele é o governador do Maranhão, na administração publica, é publico e notório a necessidades de manter relações institucionais para o bem dos entes federativos sem distinção de partidos políticos.

    É simples assim…

  7. Andar perto de Dilma é estar próximo da cadeia, ela anda junto com uma gangue!

  8. Ele deveria era ficar um pouco afastado,do executivo federal,pois la a coisa ta feia,so robalheira

  9. E eu votei e voto nele, mas já tá trocando os pés pelas mãos.

  10. Esse é o nosso governador: só garganta. kkkkkk… Um cara desse que mal se elegeu governador, saiu espalhando aos quatros cantos que seria presidente… Tem que comer muito feijão ainda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *