2

Isso também mudou no Maranhão…

População de baixa renda, que tinha o benefício da gratuidade da energia elétrica desde o início do governo Roseana, agora, no governo Flávio Dino, vai voltar a pagar, segundo denunciou o deputado Edilázio Júnior

 

102

Programa “Viva Luz”, do governo Roseana, garantia energia de graça às famílias carentes

A Companhia Energética do Maranhão vai voltar a cobrar energia elétrica das famílias de baixa renda, mesmo aquelas que só consomem uma média de 50 quilowatts/mês.

A denúncia foi feita an Assembleia Legislativa pelo deputado Edilázio júnior (PV)

Edilázio lamentou o fim do programa

Edilázio lamentou o fim do programa

O benefício era garantido a milhares de famílias maranhenses desde 2011, por um decreto da então governadora Roseana Sarney (PMDB), fruto de convênio com a Cemar.

mas o convênio foi desfeito agora, no governo Flávio Dino, e as contas começarão a chegar já a partir do mês de junho.

detalhe: os mais carentes não estarão livres nem dos sistema de bandeiras, que aumenta o valor da conta quando a unidade consumidora extrapola a média mensal.

O governo Flávio dino não fala sobre o assunto…

Sem categoria

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Sr. Antonio Lima, espere sentado então o desconto na sua conta já que o governo não vai mais pagar energia para os menos favorecidos. Você é um idiota fdp que não sabe o que fala. Esse governador do twitter está mudando mesmo o Maranhão, bem feiro para os idiotas que assim como você, o defendem e acreditam nele.

  2. Essa postura do deputado, Edilázio diz bem sobre a classe política do nosso pobre rico Maranhão – tem sempre alguém querendo “fazer continência com chapéu alheio”.
    Esquece o nobre deputado que toda essa “caridade” é custeada pelos usuários, e não é por menos que o nosso estado é um dos que figura com uma das tarifas mais elevadas do País, exatamente por isso, uma massa gigantesca que não paga, sustentada por aqueles que se desdobram todo mês para pagar uma conta absurda.
    Bem que o deputado poderia levantar a voz em defesa dos que pagam toda essa conta e cobrar da agência reguladora explicações sobre a razão pela qual o Maranhão tem essa tarifa escorchante.
    Chega de tanto ASSISTENCIALISMO!
    lamentável!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *