1

O exemplo de Fontenele…

Em uma atividade onde é comum a covardia de esconder o próprio clube do coração, principal comentarista esportivo maranhense conseguiu expor sua paixão pelo Sampaio Corrêa sem deixar que o sentimento interferisse em sua visão crítica do futebol

 

herbert-fontenele

Não há – e provavelmente não haverá – outro comentarista esportivo no Maranhão como Herbert Fontenele.

Duro, implacável, porém justo, Fontec conseguiu construir uma carreira das mais brilhantes no rádio esportivo mantendo uma característica pouco comum no setor, marcado pela covardia de se assumir o próprio clube do coração.

Boliviano de quatro costados, era turrão com o próprio Sampaio Corrêa, se este não estivesse dentro das expectativas desenhadas pelo jornalista.

E foi assim que ele construiu a maior audiência do rádio maranhense e uma carreira que lhe garantiu presença em três Copas do Mundo.

Fontec morreu na madrugada desta terça-feira, 16, após cinco anos de luta contra o câncer – que jamais o impediu de continuar exercendo a profissão.

A legião de fãs que construiu no rádio – incluindo desafetos apaixonados – só caberá em um estádio como o Castelão para render-lhe a última homenagem.

E esta é a homenagem deste blog…

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

  1. Falou tudo marco deça…fontec foi e sempre será lembrado,o maior comentarista do Maranhão se foi,por muitos anos almocei com fontec do meu lado.
    Vai com Deus fontec.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *