2

“Prepotente e descontrolado”, diz Pastoral Carcerária, sobre Dino…

Aos poucos, todos os segmentos do Maranhão vão descobrindo a verdadeira face do governador do estado, o que este blog já mostrava há tempos, quando o apontava como farsa política

 

Até nos gestos - que parecem ensaiados, Dino mostra-se prepotente e autoritário

Até nos gestos – que parecem ensaiados, Dino mostra-se prepotente e autoritário

A Pastoral Carcerária do Maranhão divulgou carta aberta, neste sábado, 27, em que classificou o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), de “prepotente e descontrolado”, após ataques o comunsita a um membro da entidade.

Tudo começou pela manhã, quando, em reunião com diferentes entidades da sociedade civil para apresentação do projeto de lei que cria o Mecanismo Estadual de Prevenção e Combate à Tortura e o Comitê Estadual de Combate à Tortura, Dino perdeu o controle, após crítica de um padre ao atual sistema de Segurança Pública. (leia mais no Atual7)

– Visivelmente alterado [Flávio Dino] respondeu ao coordenador que ele não conhecia a história do Maranhão, que a sua era uma postura política, preconceituosa, que ele não tinha senso crítico. Em tom desafiador desconfiou da experiência e conhecimento de causa do coordenador e o acusou de ignorar os avanços e as mudanças que ocorreram no governo dele no sistema prisional – diz a nota.

Leia também:

É pelo medo que Dino se impõe…

Hitler também fazia assim…

Flávio Dino não desceu do palanque...

Não é de hoje que este blog aponta Flávio Dino como uma farsa política sem precedentes no Maranhão.

Arrogante, autoritário, prepotente, vingativo, avesso às críticas e adeptos dos auto-elogios, o governador maranhense torna-se cada vez mais perigoso, com os meios de poder e pressão que tem hoje como chefe do Executivo.

A Pastoral Carcerária não é a primeira a experimentar pessoalmente a prepotência do comunista. Outras entidades, como A Sociedade dos Direitos Humanos, as representações do Folclore – e os próprios deputados de sua base política na Assembleia – começam a perceber o viés imperialista do governador eleito com a insígnia da mudança.

 E os fatos vão  mostrando, cada vez mais, que este blog sempre teve razão…

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *