1

Para Bentivi, Zé Reinaldo admitiu que Dino precisa de Sarney…

Candidato a prefeito de São Luís analisa artigo do ex-governador e levanta a hipótese de que, no fundo, o atual ocupante do Palácio pode estar por trás da tentativa de aproximação com o ex-presidente

 

Bentivi vendo além do dito...

Bentivi vendo além do dito…

De volta ao Maranhão – após defender tese de Doutorado em Portugal, o médico e candidato a prefeito de São Luís João Melo e Sousa Bentivi (PRTB) classificou o artigo “Pacto Pelo Maranhão”, assinado pelo ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB), como uma admissão de que “o governador Flavio Dino precisa do senhor José Sarney, para tirar o Maranhão do atoleiro”.

E analisa mais Bentivi: para ele, o próprio Flávio Dino (PCdoB) estaria por trás do aceno, sem, no entanto, querer aparecer.

– Quando alguém discursa ou escreve algo, subtende-se que essa pessoa é autora e responsável por aquilo que diz ou aquilo que escreve. José Reinaldo certamente o é. Mas para que enfatizar que a afirmação é dele? A rigor, essa afirmação é pleonástica. Seria para dizer ao mundo que o governador não tem nada a ver com esse samba? (…) Mas poderia ser outro o raciocínio: o governador é parceiro da ideia reinaldista, porém não quer aparecer. Assim,  o fiel deputado, assumindo todos os ônus, como bom “pai político” do governador, o estaria ajudando, dando-lhe somente os bônus do possível e desejável apoio do velho cacique. Nesse caso, a primeira consequência seria o soterramento do discurso dinista do passado nefasto e a canonização de José Sarney – avaliou Bentivi. (Leia a íntegra aqui)

Tavares e Dino: estariam os dois articulados?

Tavares e Dino: estariam os dois articulados?

O artigo de José Reinaldo causou forte repercussão na imprensa, semana passada. mas foi ignorado, tanto por Flávio Dino quanto por José Sarney.

Uma semana depois, Bentivi finaliza sua análise com uma opinião sobre os dois:

– Espera-se a palavra do governador. O outro José, o Sarney, deve estar às gargalhadas, pois sabe tudo e de tudo desse gramado.

É simples assim…

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

  1. Caro blogueiro,
    Dino não é burro , sabe que uma aproximação a moribunda oligarquia seria uma morte prematura no campo politico e isso ele não o quer1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *