2

A grave situação na sede do Sampaio…

Time que disputa vaga na Série A do Campeonato Brasileiro é obrigado a mudar rotina por que invasores decidiram ocupar o centro de treinamentos, diante da inércia do mesmo governo, que, dias atrás, mobilizou uma polícia para  desocupar um terreno particular na mesma região

A ára dos campo de treino do clube está sendo ocupada por casebres de barro

A ára dos campo de treino do clube está sendo ocupada por casebres de barro

Só o fato de o Sampaio Corrêa estar disputando vaga no G-4 da Série A de 2016 seria motivo suficiente para mobilizar o Governo do Estado a desocupar a sede do clube, no Turu, ocupada por invasores desde a semana passada?

Se a resposta fosse não, perguntaria-se: então por que o mesmo governo decidiu mobilizar a Polícia Militar, há duas semanas, para tirar ocupantes da mesma região – o que resultou, inclusive, na morte de um dos invasores?

Mas a questão é ainda mais grave.

O Sampaio Corrêa vê seu patrimônio invadido,  mudando completamente sua rotina de trabalho – o que, de uma forma ou de outra, tende a gerar prejuízos – sem que nenhum órgão do governo se disponha a tirar os invasores da área.

O fato é que a sede um clube esportivo está sendo invadida diante dos olho das autoridades, muitas das quais sócias ou torcedoras deste mesmo clube.

E o clima ainda pode ficar pior…

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Sede do Sampaio Correia? como assim?
    A área pertence à Hispamix Brasil Investimentos Ltda e ela é quem tem que colocar os invasores para correr e não o governador.

  2. Rapaz o governador está sendo igual ao pessoal do grupo Sarney, o governador está legalizando a indústria de invasão, o governador está apoiando ações de bandidos,se invadir terreno alheio é crime e o governo não toma providência está apoiando bandidos,estou esperando a sua resposta governador,ou vai ficar inerte,a mais uma ilegalidade? Ou o governo não dispõe de polícia especializada em reintegração de posse?
    Faça cumprir a lei governador.
    Tenho muito ódio de politico, todos iguais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *