6

É morto que nem presta no governo da mudança…

O governo Flávio Dino perdeu, definitivamente o controle da Segurança Pública no Maranhão. Crimes espocam por todos os lados. Só nesta noite foram dois mortos em tentativas de assalto – e um ferido gravemente internado no Socorrão

Este homem foi executado à luz do dia, por dois motoqueiros, em pleno estacionamento do Tropical Shopping. Baleado com balas “ponto 40”, ele passou bom tempo agonizando sob o sol da tarde.

E a última ocorrência fez tombar estes dois, em nova tentativa de assalto, desta feita na Macaúba, nas proximidades da Praça da Bíblia. um morreu, o outro foi levado pro hospital.

Há ainda uma informação ainda não confirmada, de um bandido que tombou numa tentativa de assalto a uma lanchonete na Cidade Operária.

E o governo divulga hoje, levantamento de agosto, comemorando por que só foram registrados 80 homicídios.

Simples assim…

Marco Aurelio

6 Comments

  1. A policia tá de parabéns.
    Bandido bom é bandido morto.
    Faca na caveira e chumbo neles.

  2. Curuzes já vi de tudo agora sabujo ou seja resto, curuzes.
    Agora a violencia é pq os bandidos estavam se graduando na faculdade dos Sarneys desde de 2008 a 2012 em em 2013 estavam estagiando em 2014 fundaram o sindicato das facções criminosas agora estão organizados e trabalhando de vento em poupa pois bandidos não se forma do dia pra noite.

  3. o cara era ladrão de saidinha bancaria!!!! ta com pena de bandido??? adota ele então

  4. havendo reduçao, por pequena q seja, ja é motivo p comemorar. sinal q o governo tá no caminho certo. passo a passo conseguirá.

  5. Marcos, as imagens são horripilantes… A bandidagem não tem limites, pois, as autoridades agem como se tudo fosse a coisa mais normal do mundo.
    Que deus nos livre e guarda da sanha desses monstros que não nutrem nenhum sentimento e respeito pela vida…

  6. NO GOVERNO DA TUA CHEFE O MARANHÃO ERA UM MAR DE ROSAS!? CONTA OUTRA LOROTA, SEU SABUJO DA OLIGARQUIA SARNEY.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *