0

Hildo Rocha: omissão das autoridades continua provocando mortes…

Deputado denunciou que um caso simples de transporte de paciente se transformou em tragédia na BR-226, quando o acompanhante caiu da ambulância em péssimas condições de funcionamento

 

hildoHá muito tempo a ambulância trafega sem cinto de segurança, sem travas nas portas. Se tivesse fiscalização isso não teria acontecido. Zé Nilson deixou filhos, menores de idade, e a esposa desamparada. A denúncia foi apresentada ao promotor mais o Ministério Público ainda não tomou nenhuma providência”, Hildo Rocha, deputado federal

Um novo caso de morte por omissão e irresponsabilidade das autoridades estaduais voltou a ser registrado na semana passada.

A tragédia teve início quando José Orlando, morador da cidade de Governador Luis Rocha, sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Por falta de médicos e pela precariedade das condições de atendimento no hospital local a vitima teve que ser transferida para o município de Presidente Dutra.

Além da falta de condições de atendimento na cidade, a ambulância estava em péssimas condições e não havia enfermeiros ou técnicos para acompanhar o paciente. O jeito foi apelar para o improviso. José Orlando foi acompanhado pelo irmão Zé Nilson.

Durante o deslocamento, a porta traseira da ambulância se abriu e o acompanhante, Zé Nilson, caiu na BR-226. O motorista só se deu conta do caso quando chegou ao hospital de presidente Dutra.

Zé Nilson morreu vítima de traumatismo craniano.

O caso foi denunciado por Hildo Rocha em pronunciamento na tribuna da Câmara.

O parlamentar enfatizou que a morte de Zé Nilson, neste fim de semana, se deu em consequência de irresponsabilidade do prefeito e omissão dos gestores da Polícia Rodoviária Federal.

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *