4

De como Flávio Dino vetou entrada do PT na gestão de Holandinha…

Corrente “Construindo um Novo Brasil” chegou a indicar nomes para a Educação e para a pasta da Mulher, mas o prefeito recuou após consultar seu padrinho político, o governador comunista

 

Edivaldo chegou a fechar com os petistas; Flávio Dino não deixou

Edivaldo chegou a fechar com os petistas; Flávio Dino não deixou

exclusivo2Transcorria o mês de agosto.

Após várias reuniões, idas e vindas – e troca de farpas entre as várias correntes do partido – o PT de São Luís conseguiu, finalmente, chegar a um consenso sobre a participação na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PT).

E a corrente “Construindo um Novo Brasil”, a maior delas, teve a prerrogativa de indicar nomes, uma vez que as demais correntes já participavam da gestão de Holandinha.

Os membros da CNB reuniram-se com o prefeito e apresentaram as indicações:

ex-coordenadora da campanha de Dilma Rousseff (PT) no Maranhão, Berenice Gomes foi indicada para a Secretaria da Mulher. O ex-reitor do Ifma, José Costa, comandaria a Educação.

O prefeito fechou o acordo, anotou os nomes e encaminhou para providenciar a nomeação.

Mas eis que – como tudo na gestão de Edivaldo – ele foi comunicar o acordo ao padrinho governador Flávio Dino (PCdoB).

E Dino, rancoroso pela participação da CNB no governo Roseana, simplesmente vetou o acordo e as indicações.

E assim se estabeleceu o fim do sonho do PT de participar da gestão de Holandinha…

Marco Aurélio D'Eça

4 Comments

  1. Vc não acha que merecia um post: “De como foi decretada a prisão de João Abreu??”.
    Daí vc poderia discorrer sobre os fatos que culminaram com essa histórica decisão da justiça maranhense…
    Ou tal fato não merece destaque em seu blog?
    Obrigado pela atenção…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *