3

Enquanto isso, em Grajaú…

IMAGENSEnquanto a Secretaria de Transparência e a polícia de Flávio Dino se desdobrava em “especulações” – como afirmou o desembargador José Luís Almeida – para prender o empresário João Abreu, na mesma sexta-feria, 25, o comunista se deleitava em um aconchegante abraço na ex-assessora Simone Limeira, que confessou ter recebido R$ 4 mil em sua conta, de um índio que diz ter pago propina a ela para facilitar pagamentos no setor da Educação. É assim a mudança no Maranhão

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Caro jornalista, em Barra do Corda – MA, a a Simone Limeira foi sempre apresentada como Assessora de Flávio Dino. Tudo isso ao lado de Marcio Jerry. Inclusive teve direito a fala, e de fato falou como parte integrante do governo.

  2. Então o depoimento perante a justiça feito por um doleiro envolvido em um esquema bilionário tem a mesma validade de uma declaração dada por um “índio paraguaio” em redes sociais e no jornal da oposição? Eita que o desespero tá grande demais, caro blogueiro. Cadê o “índio”? Por que ele não formalizou na justiça esse caso? Um recebeu R$ 3 milhões e isso tá provado. A outra dizem que recebeu R$ 4 mil e nunca ficou provado. Realmente é a mesma coisa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *