0

Líder indígena denuncia à polícia aliada de Flávio Dino acusada de receber propina…

Uirauchene Soares – que pagou R$ 4 mil à ex-assessora do Palácio dos Leões, Simone Limeira, em troca de liberação  de pagamentos do transporte escolar – se diz ameaçado pela força que ela diz ter no próprio governo comunista que deveria investigá-la

 

Flávio Dino e Simone Limeira: proteção total

Flávio Dino e Simone Limeira: proteção total

O líder guajajara Uirauchene Soares registrou Boletim de Ocorrência na polícia, declarando-se ameaçado pela ex-assessora do governador Flávio Dino (PCdoB), Simone Limeira.

O B.O. de Uirauchene contra Simone Limeira

O B.O. de Uirauchene contra Simone Limeira

A mulher recebeu em sua conta bancária R$ 4 mil pagos pelo líder indígena, segundo ele como propina para liberação de pagamentos do transporte escolar nas aldeias. Exonerada do cargo, continuou mostrando força, inclusive em solenidades públicas, ao lado do próprio Flávio Dino. (Relembre aqui)

No B.O., Soares se diz “ameaçado e injuriado racialmente em um programa de rádio”, e declarou que “a autora dessas ameaças é a pré-candidata à Prefeita de Grajaú Simone Limeira”.

Após confessar o recebimento do dinheiro em sua conta e ser exonerada do posto no Palácio dos Leões, Simone Limeira voltou-se para Grajáu, onde deve ser a candidata a prefeita, pelo mesmo PCdoB de Flávio Dino.

Há três semanas, o governador exaltou publicamente a ex-assessora, que foi às emissoras de rádio e declarou que Uirauchene Soares irá se ver com ela.

– Se ele for duro, vai aguentar – disse ela, durante entrevista em que deixou claro estar sendo defendida pelo “mesmo advogado de Flávio Dino”. (Releia aqui)

O Boletim de Ocorrência foi registrado pelo índio na Delegacia de Polícia de Grajaú…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *