8

Asfalto de São Luís sob suspeita…

Enquanto a deputada Andrea Murad reforça denúncias de trabalho escravo na Central Engenharia, o vereador Fábio Câmara lembra que o dono da empresa já esteve preso, no bojo da Operação Rapina, de 2007; e os dois questionam os contratos para asfaltamento em São Luís

 

Fiscais do Minitério Público do Trabalho resgatam trabalhadores tidos como escravos na Central Engenharia

Fiscais do Ministério Público do Trabalho resgatam trabalhadores tidos como escravos na Central Engenharia

As denúncias de trabalho análogo à escravidão, mostradas na TV Mirante por toda esta semana, representam apenas a ponta de um iceberg de suspeitas envolvendo a Central Engenharia de Construções, empresa que fornece o asfalto usado pela Prefeitura de São Luís.

O vereador Fábio Câmara (PMDB) lembra que a empresa já recebeu R$ 26,6 milhões, dos R$ 32,8 milhões contratados com a gestão de Edivaldo Júnior (PDT), sem que haja qualquer documento que comprove a execução de todas as obras e as planilhas de custos.

fabioPretendo apresentar um requerimento na Câmara Municipal de São Luís requerendo à Mesa Diretora da Casa que encaminhe ofício ao prefeito Edivaldo de Holanda Júnior (PTC) solicitando que a Secretaria de Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) encaminhe ao meu gabinete a relação completa e nominal, com os respectivos endereços, de todas as ruas e avenidas beneficiadas com o trabalho de recuperação asfáltica pela prefeitura no período entre 2013 a 2015″

Fábio Câmara, vereador em São Luís

Mas não é só isso.

Câmara lembra que o dono da empresa, José Lauro de Castro Moura, foi um dos investigados pela Polícia Federal na Operação Rapina, que levou uma dezena de pessoas à cadeia, por corrupção, em 2007.

– Ele cumpriu, inclusive, prazo de cinco dias da prisão temporária na Penitenciária de Pedrinhas – lembrou o vereador oposicionista.

Proteção governamental

Por outro lado, a deputada Andrea Murad (PMDB) foca no tipo de emprego oferecido pela Central Engenharia a cidadãos maranhenses – considerado análogo à escravidão.

Murad lembra que, antes mesmo da denúncia do Ministério Público, ela já havia alertado para a exploração dos trabalhadores da empresa, em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa.

andreaO governo do Estado e a Secretaria do Meio Ambiente foram coniventes também com as irregularidades praticadas pela empresa. O Termo de Compromisso Ambiental para que a empresa deixe a área expira hoje [terça-feira,20] e ela deve se retirar daquela comunidade que já vem sofrendo gravemente as conseqüências do funcionamento da fábrica de asfalto”

Andrea Murad, deputada estadual

Para a deputada, a empresa de José Lauro Castro atua de forma irregular não apenas em questões trabalhistas, mas também operacionais e ambientais.

– O Governo do Estado e a Secretaria do Meio Ambiente foram coniventes também com as irregularidades praticadas pela empresa. Sempre tive certeza da atuação do Ministério Público do Trabalho, que jamais iria permitir o que vinha acontecendo com esses trabalhadores. Agora precisamos impedir que esta empresa continue atuando – afirmou Andrea Murad.

Outra desconfiança dos parlamentares diz respeito ao endereço da Central Engenharia de Construções.

Registrada na Receita Federal na cidade de Trizidela do Vale, a Central estaria funcionando irregularmente no município de Paço do Lumiar, onde funciona a usina.

Asfaltamento

Na Câmara, Fábio Câmara vai requerer do prefeito Edivaldo Júnior a relação completa e nominal, com os respectivos endereços, de todas as ruas e avenidas beneficiadas com o trabalho de recuperação asfáltica pela prefeitura no período entre 2013 a 2015.

–  Também pretendo requisitar no documento o inteiro teor dos processos licitatórios, empenhos e pagamentos às empresas contratadas para executar os serviços – disse o vereador.

Andrea Murad, por sua vez, expressou preocupação com as fortes ligações entre o proprietário da empresa, José Lauro, e o governo, o que poderia ter prolongado o funcionamento irregular da usina.

O fato é que a Central Engenharia de Construções, que atua no programa “Mais Asfalto”, da dupla Edivaldo Júnior/Flávio Dino, caiu agora nos holofotes da mídia e do Ministério Público.

E vai ter que esclarecer como atua; e com quem atua em São Luís…

Marco Aurélio D'Eça

8 Comments

  1. Fabio Camara e Andrea Murar a cada dia enoja mais a populacao, querendo atrapalhar tudo de bom q esta acontecendo em Sao Luis. Porque nao procuram ajudar, alias cadê os projetos deles.

  2. Há descumprimento da Legislação Trabalhista e não Escravidão Análoga ou Trabalho Degradante. A maioria das obras em São Luís não organiza refeitório no padrão adequado, até porque o fornecimento de alimentação nem é obrigatório. O fato é que esse empresário é desorganizado e com alguma dose de irresponsabilidade, com míseros R$ 5.000,00 ele faria um barracao/refeitório e com mais R$ 1.500,00 compraria um bebedouro com filtro. Por trabalhador não gastaria mais que 300,00 no equipamentos obrigatórios, o fato é que a conta vai sair bem maior agora.

  3. Incrivel como tem politico que não consegue ver outro politico fazer alguma coisa pela Cidade bando de políticos recalcados a mesma coisa é pra esses blogueiros que torcem para que a população continue morando dentro da poeira e da lama se nao ajuda não atrapalhem.

  4. Seria bom o Ministério Público conferir essas Medições que são feitas por gente que não tem vinculo nenhum com a SEMOSP. Esta é a hora e a vez de colocar tudo em pratos limpos.

  5. Não entendo prq culpam a prefeitura, já que a empresa atendeu todos os requisitos na licitação. Não poderia ela saber que a empresa estava trantando mal seus funcionários.

    Rsp.: Atendeu mesmo?

  6. Deixem de ser hipócritas, esse engenheiro já prestou diversos serviços aqui no Maranhão, inclusive no governo de Roseana… Se a empresa tiver irregular é outra coisa, mas ele foi apenas investigado, e não incriminado, assim como a Roseana no caso da lava jato, POR ENQUANTO ela é apenas investigada.

  7. Tava demorando pra tentarem atrapalhar um dos principais programas do atual governo, o Mais Asfalto. Quando algo vem ganhando destaque essa panelinha da oposição tenta a todo custo derrubar. Infelizmente aqui no Maranhão é assim, só quem perde é o povo. Tem gente que pela primeira vez na vida viu sua rua asfaltada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *