7

Caos na Segurança atinge prefeitura, que mantém silêncio para não contrariar governador…

Nas últimas semanas foram vários ataques a escolas municipais – violência que resultou até em mortes de estudantes – assaltos a ônibus, escolas, unidades de saúde e até o roubo de um carro do Hospital da Mulher; seriam os frutos da parceria Flávio Dino/Edivaldo Júnior?

 

Jovem que teve o pescoço cortado, em uma das várias ações criminosas em escolas de São Luís

Jovem que teve o pescoço cortado, em uma das várias ações criminosas em escolas de São Luís

Injustamente, o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, tentou dar coro ao discurso do seu partido e culpou o jornal O EstadoMaranhão pelo caos na Segurança de escolas e unidades de saúde na capital.

Natural que Castro Sobrinho agisse assim; afinal, ele pertence ao PCdoB, mesmo partido do delegado-militante Jefferson Portela, que comanda o sistema de Segurança do Maranhão, transformado em mera máquina de perseguir adversários do governador comunista Flávio Dino.

Mas o fato é que órgãos da gestão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT), afilhado político de Flávio Dino, têm sido hoje a principal vítima da incompetência do sistema de Segurança Pública.

Carro do Hospital da Mulher, tomado de assalto em plena manhã

Carro do Hospital da Mulher, tomado de assalto em plena manhã

Só nesta semana foram 17 assaltos a ônibus – cinco só ontem – número que pode ser ainda maior, uma vez que o Sindicato dos Transportes só registra o fato quando motoristas e cobradores também são vítimas.

Sem segurança, a pasta do comunista Geraldo também é alvo. Escolas foram invadidas por bandidos, uma delas incendiadas na Zona Rural, o que levou ao cancelamento de aulas em diversas unidades de ensino em São Luís.

Uma adolescente foi atacada – e veio a morrer – em briga de gangues em frente a uma escola, pondo em risco a vida de diversos estudantes. (Leia aqui)

Bombeiros tentam apagar fogo em escola incendiada por facção na Santa Clara

Bombeiros tentam apagar fogo em escola incendiada por facção na Santa Clara

De acordo com o vereador Fábio Câmara (PMDB), a Unidade Mista do Pirapora também foi assaltada por bandidos esta semana. E um carro do Hospital da Mulher foi levado em pleno dia. (Leia aqui)

O curioso é que todas essas ações criminosas – que poderiam ser evitadas se o delegado-militante Portela dedicase seu tempo às ações de segurança, ao invés de perseguir adversários de Flávio Dino – são ignoradas pelo prefeito Edivaldo Júnior (PDT), que fica em silêncio, sem cobrar, para não contrariar o padrinho governador.

Enquanto seu secretário vai, tolamente, apontar a imprensa como culpada.

É assim a mudança no Maranhão…

Marco Aurélio D'Eça

7 Comments

  1. Esse mané vai passar todo mandato falando de travessia urbana de imperatriz e duplicação da br 135,e isso não vai sair nunca.

  2. Claro que a prefeitura não vai cobrar publicamente o governo, eles são aliados, nem é questão de contrariar ou não, é estratégia. Espero mesmo é que o Governo tome vergonha na cara e efetive uma ação contra a criminalidade na cidade.

  3. Antes os assaltos eram apenas boatos que o estado do maranhão dizia, agora que o governador é Flavio Dino, parece que o jornal mudou de opinião quanto a isso. No melhor governo do PMDB dormiamos de porta aberta, num era?

  4. A prefeitura está levando muita pressão da população por causa desse caos na cidade, então acredito que a prefeitura está cobrando sim o governo. Tbm não acredito que a parceria acontece só com asfalto…eles não são burros!

  5. Engraçado queno overno de Roseana acontecia o mesmo caos e a imprensa não falava nada, não estou defendendo o Flávio Dino., mas a imprensa tem que ser parcial e não imparcial.

  6. No governo Roseana, tinha assaltos a ônibus, onibus incendiados, homicídios, explosão de caixas, cabeças voando em Pedrinhas e outros problemas mais, a diferença é que na gestão passada, a super mídia Sarney/Lobão ( jornais, TVs, rádios, portais e blogs) não mostravam a realidade, agora que se tornaram oposição. A violência tem crescido no pais inteiro, não só aqui no MA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *