0

Hildo Rocha discute com russos cooperação na área de defesa…

Parlamentar maranhense participou de encontro com presidente do Conselho Federal da Rússia e de representantes do parlamento

 

Hildo Rocha com o demais parlamwentares russos e brasileiros no encontro de cooperação

Hildo Rocha com o demais parlamentares russos e brasileiros no encontro de cooperação

O deputado federal maranhense Hildo Rocha (PMDB) defendeu a importância de os parlamentares brasileiros conhecerem os termos – vantagens e desvantagens – dos acordos de cooperação técnica na área de defesa entre Brasil e Rússia.

Rocha participou da reunião com a senadora russa Valentina Matvienko, terça-feira, 10, na Câmara Federal

Brasil e Rússia são parceiros comerciais integrantes do Brics, sigla formada pelas letras iniciais dos países componentes do grupo – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – nações que se destacaram no cenário mundial pelo status que adquiriram com o acentuado crescimento econômico.

É indispensável que os parlamentares se informem, que conheçam detalhes, vantagens e possíveis desvantagens dos acordos firmados entre os governos para que possamos aprimorar o relacionamento entre os parceiros envolvidos, e, por fim, referendar os atos do executivo com segurança, com a certeza de que estamos fazendo o melhor pelo desenvolvimento do nosso país”, destacou Rocha.

O encontro aconteceu no gabinete do presidente da Câmara Eduardo Cunha, com a presença do embaixador da Rússia no Brasil, Sergey Akopov e do secretário de Relações Internacionais da Casa, deputado Átila Lins (PSD-AM).

Em junho, Cunha esteve com outros 13 deputados e com o presidente do Senado, Renan Calheiros, na capital da Rússia, Moscou, onde participou do Fórum Parlamentar do Brics. Na oportunidade, delegações da Índia, da China e da África do Sul participaram do encontro.

– Sabemos que a agenda de integração é efetuada pelos governos, pelo Executivo; porém, os Parlamentos precisam ter ações em conjunto para fazer com que os acordos ou as decisões políticas possam ter a aprovação dos parlamentares – destacou o parlamentar.

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *