7

Primeiro José Reinaldo; agora Vidigal…

Movimentação de ex-aliados do ex-presidente José Sarney na tentativa de reconciliação abre espaço para um questionamento: o que acontece com os aliados do governador Flávio Dino?

 

Sarney com Vidigal: rompimento unilateral do ex-ministro

Sarney com Vidigal: rompimento unilateral do ex-ministro

O ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB) foi mais explícito, e escreveu até artigos sobre o assunto. (Leia aqui, aqui e aqui).

Agora é a vez do ex-ministro Edison Vidigal.

De acordo com o jornalista e historiador Benedito Buzar, Vidigal tem buscado uma reaproximação com o ex-presidente José Sarney (PMDB). (Leia aqui)

A movimentação dos dois próceres da chamada “Frente de Libertação do Maranhão”, que elegeu Jackson Lago (PDT) em 2006 e plantou as bases para a vitória de Flávio Dino (PCdoB) em 2014, revela uma estranha situação no grupo hoje liderado pelo comunista.

O que esperam Tavares e Vidigal com a tentativa de aproximação com Sarney.

José Reinaldo e Vidigal: desde jovens, pelas mãos de Sarney

José Reinaldo e Vidigal: desde jovens, pelas mãos de Sarney

Como se conhece da história, tanto Tavares quanto Vidigal alcançaram pelas mãos de Sarney o sucesso na vida pública que escolheram. O primeiro foi tudo o que quis na vida política, chegando ao governo do Maranhão em 2002. O outro, optou pela carreira no Judiciário, e chegou ao comando do Superior Tribunal de Justiça.

E o rompimento foi uma decisão unilateral, tanto de José Reinaldo quanto de Vidigal.

O ex-governador, após eleito, decidiu lutar contra o ex-padrinho, atuando fortemente em 2006, 2010 e 2014 para derrotar o grupo do qual fez parte a vida inteira. Na esteira de Tavares, Vidigal também, foi mordido pela mosca azul e aceitou ser usado no chamado “consórcio de candidatos” criado em 2006.

Que razão move os dois neste momento?

O que leva José Reinaldo a propor um pacto pelo Maranhão com seu ex-padrinho? E o que motivou Vidigal a tentar uma reconciliação com Sarney.

O curioso é que a movimentação dos dois ex-amigos parece mostrar um distanciamento do núcleo de poder que hoje gravita em torno de Flávio Dino. E se dá exatamente quando o próprio Dino também parece movimentar-se em outras direções.

Mas esta é uma outra história…

Marco Aurélio D'Eça

7 Comments

  1. Talvez eles não viram astúcia política no Governador Flávio Dino… Vai Saber!

  2. Três pessoas que poderiam ter contribuído sobremaneira para o Maranhão. Passou o tempo deles, e o Estado agradece.

  3. AGORA, SEU QUESTIONAMENTO, DO PONTO DE VISTA POLÍTICO É INTERESSANTE. QUAL O PORQUÊ DESSE DSITANCIAMENTO EM RELAÇÃO A FD?
    QUEM SABE VC NOS RESPONDA MAIS ADIANTE, TÃO LOGO SAIBA! EU TB QUERO SABER RSRSRSRSRS

  4. ESSS DOIS AÍ, DEVEM A VIDA PROFISSIONAL E POLÍTICA À SARNEY. FORAM INGRATOS! ZÉ REINALDO SERIA APENAS UM BOM ENGENHEIRO E VIDGAL UM BOM ADVOGADO. E SÓ! MAS SOB A BATUTA E AMIZADE COM O EX-PRESIDENTE VOARAM ALTO!!

    A QUESTÃO É SABER SE SARNEY VAI PERDOÁ-LOS. SE NÃO PERDOAR, ESTARÁ EM SEU DIREITO DE TRAÍDO. SE PERDOAR PODE MOSTRAR ALTIVEZ.
    POIS É…..COMO A VIDA DÁ VOLTAS ……..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *