2

Assembleia teve avanços em 2015, avalia Humberto Coutinho…

Coutinho em entrevista na Assembleia

Coutinho em entrevista na Assembleia

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Humberto Coutinho (PDT), fez um balanço positivo ontem de seu primeiro ano de mandato à frente do Legislativo Estadual.

Logo após o fim da sessão extraordinária, a última do ano, antes do recesso parlamentar, ele agradeceu aos pares pela cordialidade entre as bancadas e blocos e afirmou se sentir honrado por presidir a Casa.

– Quero agradecer a todos os deputados, que se respeitaram nesta Casa, que se comportaram exemplarmente, com dignidade e respeito ao povo que elegeu cada um de nós. Agradeço a todos vocês. Deixo meu muito obrigado convido a todos para a nossa festa de confraternização que acontecerá logo mais – disse ainda em plenário.

À imprensa, Coutinho enfatizou que todas as matérias propostas à Casa, principalmente por parte do Poder Executivo, foram votadas, destacou o comprometimento dos deputados e avaliou como produtivo o ano legislativo.

– Não deixamos de apreciar absolutamente nada. Fizemos o nosso trabalho com muita responsabilidade, com muita atenção, aprovamos aquilo que deveríamos aprovar e respeitamos o povo que nos elegeu acima de tudo. O balanço é sem dúvida positivo desse primeiro ano da atual legislatura – finalizou.

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Concordo marcos, a assembléia do estado do Maranhão avançou no números de fantasmas; nas maracutaias; nos mensalinhos; nas fraudes; na falta de vergonha; nas …

  2. ‘STF legitimou o impeachment’, diz líder tucano
    Josias de Souza 18/12/2015 05:42

    O deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), líder do bloco da minoria na Câmara, enxergou três pontos positivos para a oposição no julgamento em que o STF fixou um rito processual para o impeachment com regras que foram celebradas por Dilma Rousseff.

    1. “Ao definir o rito, o Supremo Tribunal Federal legitimou o impeachment. Embora tenhamos quer refazer a eleição para a comissão especial do impeachment, o início do processo teve sua legalidade atestada, apesar das complicações de Eduardo Cunha. O Supremo considerou legal o ato dele.”

    2. “O Supremo acabou com o discurso fascista do golpe.”

    3. “Apesar de o rito não ser o que a gente esperava, ficamos felizes com a cronologia. Dilma queria começar e acabar o processo em janeiro. Agora, esse processo vai para depois do Carnaval, quando as pessoas ainda estarão com as marchinhas sobre o petrolão na cabeça. A nova eleição para os membros da comissão especial do impeachment só vai ser refeita na segunda quinzena de fevereiro. A primeira reunião, só no final de fevereiro.”

    Nota: Esse deputado realmente viu uma luz no fim do túnel – disse a mais pura verdade: o STF pôs fim ao blá-blá-blá de golpe, bem como definiu o rito a seguir.
    Vamos torcer para que o Senado aprove.

    JEAN PAUL DES SAINTS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *