2

Alguém continua mentindo sobre os novos PMs…

Nota da Secretaria de Segurança garante que nenhum policial recém-incorporado à PM trabalhou nas festas de fim de ano; mas a Secretaria de Comunicação – e o próprio governador – afirmam que há 1,5 mil novos policiais já em atuação

 

Brandão "batiza" novo PM; não foi às ruas?

Brandão “batiza” novo PM; ele não foi às ruas?

Basta uma comparação entre a nota da Secretaria de Segurança Pública, divulgada nesta quinta-feira, 7, e os releases da Secretaria de Comunicação do governo Flávio Dino (PCdoB), para se chegar a uma conclusão óbvia: existem muito mais mentiras que as simples afirmações do governador em relação aos novos policiais incorporados à Polícia Militar do Maranhão.

Veja o que disse, em 2/1/2016, a Secretaria de Comunicação de Flávio Dino:

– Após meses de preparo no Curso de Formação, os militares concluíram o treinamento no final de dezembro e COMEÇARAM A TRABALHAR (destaque do blog), reforçando as ações de segurança. (Leia a íntegra aqui)

Agora, veja o que afirmou a Secretaria de Segurança, sobre o mesmo tema:

– Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) por meio da Polícia Militar esclarece que soldados formados na segunda turma, no mês de dezembro, NÃO FORAM EMPREGADOS NO ESQUEMA DE SEGURANÇA (outro destaque do blog) montado para o policiamento de Réveillon. (Entenda aqui)

Como se vê, há muitos mais mentirosos no governo de Flávio Dino…

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Esse governador não passa de um demagogo. Vejam a historia do concurso. Ao invés de realizar um concurso de verdade, melhor planejado, melhor elaborado, que atendesse qualitativa e quantitativamente as necessidades, ele simplesmente tomou a mais populista de todas as medidas que estavam a seu alcance. Sob o pretexto de não haver tempo, abriu as porteiras do serviço público militar para centenas de despreparados, que sequer atingiram a media no ultimo concurso, e danou-se a fazer propaganda. Resultado, de tao despreparados, o tatal de quase 4.500 candidatos chamados no ultimo ano, pouco mais de 500 passaram nos testes restantes.
    Ora, mais se não conseguiram atingir a media mínima no concurso, porque razão se poderia acreditar que estivessem eles preparados para as demais etapas, que são tao importantes quanto a primeira ? Mas não pensem que o Senhor governador e sua trupe não sabiam disso. Claro que sabiam. O problema é que ele não é diferente dos demais. Ele sabia que o impacto das propagandas surtiria mais efeito com o aproveitamento dos candidatos do concurso anterior, que por sinal não foi ele quem fez, do que simplesmente fazer um outro. Acontece que esse egoísmo, esse narcisimo administrativo não pode estar acima de toda uma sociedade.
    Se olharmos com um pouquinho de atenção para a nossa Policia Militar veremos que nada mudou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *