2

Vídeo do dia: coronel Aloprado…

O tenente-coronel PM Miguel Neto, comandante do 15º Batalhão da Polícia Militar, em Bacabal, irritou-se nesta sexta-feira com um subordinado e acabou dando um exemplo de despreparo. O comandante irritou-se por que, chamado à sua presença, o cabo identificado por Bandeira chegou acompanhado de um advogado. Transtornado, o oficial apontou até uma arma aos dois para impedir que fosse filmado na conversa com o praça. Após o epísódio, o coronel chegou ser preso pela própria corporação

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Entendo que o Cabo e o Advogado não tem o direito de filmar a sala do Comando sem autorização do Comandante, porém o Comandante não pode em hipótese alguma, salvo flagrante ameaça a sua vida sacar de arma e apontar para seu subordinado e para um advogado no uso de suas atribuições. Entendo que houve uma série de erros e que acabou por chegar a questão que agora deverá ser aberto um Inquérito Policial Militar, pois existe indicio de crime.
    Bom no caso do Advogado deve entrar em contato com a OABMA, para que ela tome as devidas providencias, com relação a ter sido ameaçado e obstado em sua prestação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *