5

Férias amargas…

Desde o momento em que decidiu tirar férias do comando do Executivo Estadual, o governador Flávio Dino (PCdoB) só tem acumulado notícias desagradáveis nos campos administrativo e político.

dinoNum período de apenas uma semana, Dino foi desmentido pela Secretaria de Estado e Previdência (Segep) – ou seja, por sua própria equipe de Governo – em relação ao número de policiais militares incorporados ao Sistema de Segurança Pública; também foi confrontado por órgãos de Segurança quanto aos registros de mortes durante o período das festas de Ano Novo em São Luís; foi confrontado também pelo Sindicato dos Rodoviários, que mostrou o aumento de 291 crimes cometidos contra coletivos no ano passado, comparado a 2014, e assistiu o ministro dos Portos, Helder Barbalho, reconhecer o empenho do ex-presidente da República, José Sarney (PMDB) por maiores investimentos do Governo Federal no Maranhão, por ocasião do anúncio de instalação de um novo porto em São Luís.

Houve também no período a denúncia de policiais militares recém-formados, que alegam terem sido obrigados a trabalhar no Réveillon mesmo sem nomeação no Estado e a revelação de que o Governo do Maranhão sonega, desde outubro de 2015, informações ao Governo Federal referentes às políticas públicas implementadas para a redução do crime tipificado como homicídio, no estado.

No campo político, Dino também recebeu notícias um tanto amargas durante as suas férias. Além de base rachada na Assembleia Legislativa, com a reformulação de bancadas e composição de novos blocos – o que refletirá em perdas gigantescas para o Governo -, ele assiste ao PSB, dos aliados Roberto Rocha e José Reinaldo Tavares, discutir candidatura de contraponto ao seu candidato na capital, Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e se depara, também, com o encolhimento do PCdoB diante do PDT – outro partido aliado – em alguns dos maiores colégios eleitorais do estado.

São esses alguns dos motivos que fazem o comunista cogitar o retorno imediato à sua cadeira no Palácio dos Leões.

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão, com ilustração do blog

Marco Aurélio D'Eça

5 Comments

  1. A estatura do teu jornalismo é do tamanho de um verme. Nos posts a respeito da tua chefe e ex-governadora Roseana, de cuja família você é um lacaio, porque você não a ilustrava de biquíni ou tanguinha fio-dental? Você é muito baixo, cara!

  2. O japones da federal está a caminho do Maranhão
    Vai prender Lobão e outros

  3. E a casa de veraneio do governador? Passou um ano desde o anuncio midiático de que iria ser vendida. O q houve? Era bom um post a respeito disso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *