6

Como o blog antecipou, Andrea Murad pode ser candidata em São Luís…

Parlamentar já havia transferido seu domicílio eleitoral para São Luís e, em dezembro, publicou mensagem enigmática na capital maranhense, confirmando o que este blog já especulava desde o início de 2015

 

Andrea: carisma e prestígio para São Luís

Andrea: carisma e prestígio para São Luís

Não há mais dúvidas: a deputada estadual Andrea Murad vai mesmo tentar se viabilizar para ser a candidata do PMDB a prefeito de São Luís.

Ela se junta em suas pretensões ao vereador Fábio Câmara e ao superintendente da Funasa, André Campos.

– Tem muita gente esperando uma definição do meu pai. Ele me disse recentemente que prefere o desafio do governo e que irá disputar a eleição com Flávio Dino em 2018, por isso passou a incentivar a minha possibilidade de ser candidata. Então, não descarto uma candidatura pelo PMDB onde o próprio presidente Sarney é um entusiasta para que esta aconteça. Estou à disposição do partido. Mas também recebi convites para disputar por outros dois partidos. Não tenho interesse em ser candidata apenas para me promover ou ganhar terreno para ter mais votos na próxima eleição. O que me anima nesse projeto é a oportunidade de transformar São Luís – revelou Andrea, ao blog de Gilberto Léda.

Há tempos, este blog vem apontando para a possibilidade de Andrea Murad ser candidata a prefeita.

No dia 1º de janeiro, por exemplo, escreveu o post “Um novo caminho?!?”, que mostrou uma parlamentar bem familiarizada com as questões da capital maranhense.

outdoor de ano novo já indicava intenções,percebidas por este blog

outdoor de ano novo já indicava intenções,percebidas por este blog

O blog também tem divulgado as ações do projeto “Circuito da Alegria”, ação por meio da qual Andrea leva arte, cultura e lazer para crianças de comunidades carentes de São Luís. (Leia aqui e aqui)

Andrea ocupou espaço político importante na capital maranhense a partir de sua atuação na Assembleia Legislativa.

E, ao contrário de outras jovens lideranças, tem coragem suficiente para encarar a disputa pela Prefeitura.

Resta combinar com Fábio Câmara e André Campos.

Ou buscar novo rumo partidário…

Marco Aurélio D'Eça

6 Comments

  1. Aposto…isso sai mais queimada de uma eleição majoritária do que não sei o que. Simples assim.

  2. Pois é, tem que conversar com Camara, que nao vai largar esse osso facil. Alem disso, a deputada carrega um sobrenome nao muito bem visto (nem precisa comentar). Entao, essa aí é mais uma que vai ter que ralar, visto que o prefeito Edivaldo está muito bem preparado e tem, a meu ver, uma pratica de trabalho consolidada na cidade, e que vem dando certo.

  3. Bom dia!
    Marcos, enquanto a classe política se engalfinha numa disputa fratricida, a população, por não ter um norte vai perdendo os espaço que deveriam se ocupados por gente da nossa Terra.
    As vagas em áreas estratégicas nas universidades, nos concursos feitos no Maranhão estão sendo preenchidas por gente de outros estados, a prova disso é o resultado preliminar do concurso que o Governo do Maranhão realiza na área de EDUCAÇÃO.
    Como sou curioso e me preocupo com essas questões dei uma espiada no resultado que a Fundação Sousândrade acaba de anunciar e devo confessar que fiquei abismado com o resultado, pois, o número de maranhenses aprovados, em certas áreas, é muito inferior ao que são de outros estados.
    A minha curiosidade me levou a fazer uma análise simplista e tomei aleatoriamente uma página do Relatório publicado pela Instituição realizadora do Certame e me deparei com um quadro desalentador, Veja:
    Tomei aleatoriamente a página de número 52 do Arquivo publicado e fiz um cálculo simples de aritmética:
    – A sequência da página 52 inicia com o número de ordem 73 e vai até o número 96, perfazendo um total de 23 candidato(a)s aprovado(a)s na página, destes, apenas 7 candidato(a)s aparecem com registro (identidade) do Maranhão.
    Como se percebe, apenas 30,43…% (7/23X100) dos aprovados, teoricamente, são maranhenses ficando 69,56…%(16/23X100) das vagas sendo preenchidas por gente de outros estados.
    É um dado preocupante e vergonhoso, pois, essa tragédia acontece em todos os demais setores, basta verificar quem preenche as vagas dos cursos de medicina oferecidas na Ufma e na Uema, quem são os operários contratados pelas empresas que se instalam em nosso Estado e por aí vai.
    Essa tragédia, ao que parece não preocupa os nossos políticos, pois, não se conhece uma ação, um manifesto, uma palavra de indignação para ao menos tratar dessa mazela.
    Acorda Povo!
    Lamentável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *