14

Acuado por repercussão negativa, Márcio jardim força encontro com PM afrontado na Mª Aragão…

Secretário de Esportes, que participou ativamente dos ataques de petistas a manifestantes que protestavam contra o ex-presidente Lula, no último sábado, 5, articulou “uma coincidência” por intermédio do deputado Cabo Campos, liderança entre policiais

 

Jardim, o PM "afrontado" e o Cabo Campos como mediador: "coincidência" fabricada...

Jardim, o PM “afrontado” e o Cabo Campos como mediador: “coincidência” fabricada…

Três dias depois de ser flagrado com cara de mau em frente a um policial militar, na Praça Maria Aragão – após ajudar na destruição de um boneco “Pixuleco – o secretário de Esportes Márcio Jardim tratou de gerar um fato para amenizar a repercussão negativa do fato.

Ao lado do deputado estadual Cabo Campos (DEM), Jardim conseguiu a “coincidência” de se encontrar com o PM, nesta terça-feira, 8, na região do Colégio Maristas.

...E o mesmo Jardim, com o mesmo policial, sábado: ataque à liberdade de expressão

…E o mesmo Jardim, com o mesmo policial, sábado: ataque à liberdade de expressão

E o próprio secretário tratou de postar o ato em redes sociais, com um texto bem montado para a ocasião.

– Que coincidência; hoje ao chegar no Maristas dei de cara com o PM com quem “briguei” em blogs anti-PT. JORNAfacismo! – declarou o afoito petista.

Note que Campos conversa com Jardim, observado pelo PM  um colega, como se quisesse “fazer as pazes” entre as partes.

Mas as imagens da “operação” de sábado não deixam dúvidas para Jardim…

E as imagens não mentem. Jamais…

Marco Aurélio D'Eça

14 Comments

  1. Esse Márcio Jardim é um desequilibrado.
    Já presenciei um ataque de fúria e loucura desse senhor em frente ao UniCEUMA Renascença por volta do ano de 2004. Uma pessoa sem compostura e que não gosta de ser contrariada – daí esse ataque covarde e gratuito a pessoas que utilizavam um espaço público para se manifestar pacificamente contra uma corrente política – nada mais democrático.
    O que ele tentou fazer foi calar à força pessoas que ousaram afrontar seu pensamento político, coisa típica de quem não compreende o significado da palavra democracia.
    Muito triste!

  2. o deputado que e pra ta dfedendo os direito dos pm que colocaram ele la na assembleia, ta e se metendo no que não deve, consertesa foi la fazer media que o governo pediu, pra contranger o militar e pedir pra ele desculpar o senhor secretario, porque se não ele faz um fuxicozinho para o governador e o policial esta ferado, e agora vão dar uma promoção ou uma medalha para o policial por um ato de bravura, na verdade esse secretariosinho teve foi sorte de não levar um balaço, quanto ao tipo de arma usado e o instrumento de trabalho do policial uma vez afrontado e ameacado a unica opção e sacar a sua arma e ficar na possição de defesa o que ela esta fazendo, esta certissimo.

  3. Este Marcio Jardim exagera na pose. É baderneiro nato, um canalha mentiroso é um covarde. Este é um exemplo dos secretários do ex-juiz Flavio Dino. Espero que os demais sejam, ao menos, homens de caráter e não compactuem com este bandido covarde.

  4. O blog, mais uma vez, com seu comentário ponderado e isento de passionalismo sobre os tristes acontecimentos de sábado passado, na Praça Maria Aragão, emite uma opinião madura, com base nos fatos – todos viram que os petistas, desesperados com o desmascaramento, em nível nacional, e até com repercussão na mídia mundial, de seu líder de barro. Ou seja, não há mais como sustentar tanta farsa, tanta fraude, tanta mentira e tanta enganação derramadas aos olhos e ouvidos do povo brasileiro.

    Nós, que trabalhamos e pagamos impostos para sustentar o governo e seus partidários, vemos com profundo pesar, até mesmo com sentimento de condolência, o desgoverno em que vive o país. Experimentamos o sentimento dos que vivem num beco sem saída ou, no mínimo, numa tremenda sinuca de bico, numa enrascada sem fim, pois não vemos no governo petista a menor capacidade para nos tirar do buraco em que meteu nossas vidas, nossos sonhos, nossos empregos, nosso sustento familiar, nossa alegria de um povo contente com a vida, etc. etc.

    Sim, a sensação é de que tanta bandalha, tanta sujeira dos políticos, roubalheira que quebrou a Petrobras e, por extensão, todo o país – pois agora é que a PF e o Ministério Público estão puxando pra valer o fio da meada – não têm mais fim.

    Desanimados e sem poder para mudar o rumo dessa história macabra, um pesadelo vivido com todos acordados, vimos o governo sempre condenando o carteiro por lhe ter levado más notícias, mas nunca comentando o conteúdo da carta.

    O governo convoca os ministros mais próximos e montam toda uma operação de ataque para desacreditar as denúncias, que já chegaram ao Palácio do Planalto, e seus delatores amparados pela colaboração premiada.

    O senador Delcídio, até antes de ser preso, e por culpa do Lula que o encarregou da missão de fazer o Nestor Cerveró desistir da delação premiada, era um homem da mais absoluta confiança da presidente, do molusco e dos petistas de alto coturno. Vendo que já chegou a hora de “nem mesmo vaca reconhecer bezerro”, e para não mofar na prisão “ad infinitum”, eis que Delcídio resolve contar um pouco do que sabe. Claro que ainda não contou tudo!

    Foi uma bomba na seara do governo: estilhaços pra todos os lados, especialmente porque os petistas sabem que o senador disse a verdade, e que agora só dependem de investigações para que a verdade se revele. Mas, em vez de explicar as denúncias e, se for o caso, mostrar que não têm fundamento, partem para a estratégia já surrada de desacreditar a fonte, como se assim fazendo pudessem, com seus argumentos fajutos, descer mentiras goela abaixo de todos os brasileiros.

    Ainda não se tocaram de que o governo já está podre, caindo aos pedaços. Por isso, o único recurso que lhes resta é convocar a troupe da baderna, do quebra-quebra, do agride-agride, do “exército” do Stédile, para mostrar ao povo que o PT está vivo e que resiste contra toda “essa perseguição dos adversários que não se conformam com a perda das eleições presidenciais”. Dá pra entender tanto sofisma para encobertar toda sorte de bandalheiras? Só mesmo com a habitual cara de pau do PT !

    E, assim, já estraçalharam um “pixuleco” em SP, quando o Lula foi prestar o primeiro depoimento ao MP, e, para mostrar que o PT não se rende à luta, convocam seus mercenários em todos os rincões do país, como aconteceu agora aqui em São Luís, na Praça Maria Aragão, para “estraçalhar” os que ousam inflar o “pixuleco” e protestar contra o PT, numa tentativa destrambelhada de “tapar o sol com a peneira”, de intimidar a todos que não leem por sua nefasta cartilha.

    Felizmente, senhores arruaceiros, não dá mais pra esconder tanta sujeira do PT e de seus aliados de roubalheira e de conveniência público-privada. Não dá mais, até porque todos nós brasileiros já estamos pagando uma conta estratosférica, que não fizemos, mas que o governo continua patrocinando para manter os empregos dos militantes, a fim de que possam comparecer aos eventos não só do PT, mas especialmente para intimidar e desorganizar as manifestações sociais previstas para o dia 13 deste mês.

    Mas o povo está alerta e não vai permitir que suas manifestações pacíficas, de protestos contra os desmandos do governo, sejam maculadas pela arruaça de milícias vermelhas, a exemplo do que, infelizmente, ainda acontece na falida Venezuela do aliado petista.

    JEAN PAUL DES SAINTS

  5. A politização acabou tirando de foco algo muito importante, o despreparo ou condições inadequadas do policial para lidar com aquela situação. Ele jamais poderia ter sacado uma arma tão letal como a pistola .40 para lidar com protesto ou movimento similar, como no caso. Os policiais deveriam estar usando armas como: cassetete, pistolas de descarga elétrica, arma de bala de borracha, spray de pimenta, entre outras. Nunca uma arma tão letal, imaginem se aquela pistola dispara, mesmo de forma acidental e acertasse alguém? Acredito que quem determinou que esses policiais fossem resolver esse problema deveria responder a um processo administrativo.

  6. “Marquês de Arari” não passa de um vagabundo que está sempre pendurado nas tetas de governos.

  7. O cara lidera um ataque a mão armada contra os seus opositores e a imprensa é que é facista?
    Esperando o programa Mais Coerência desse governo.

  8. ATACAR UM PM FARDADO, É O MESMO QUE ATACAR O GOVERNO AO QUAL VOCÊ FAZ PARTE. LAMENTÁVEL.
    A PM NÃO TRABALHA PARA NENHUM GOVERNO E SIM PARA FAZER PREVALECER AS LEIS DESSE PAÍS, E A LIVRE MANIFESTAÇÃO É UMA DELAS, NA QUAL VOCÊ FEZ O FAVOR DE NÃO RESPEITAR.
    TODO GOVERNO TEM ISSO, OS A FAVOR E OS CONTRAS E TODOS TEM QUE RESPEITAR, FAZ PARTE DA DEMOCRACIA QUE OS PETISTAS ALOPRADOS NÃO QUEREM REPEITAR.
    ” TODA UNANIMIDADE É BURRA”

  9. Que ririculo!!! Flavio Dino fale alguma coisa! se manifeste!!! você ainda governa esse Estado? ou tem outra pessoa que o faz?!?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *