7

Presença do PT na chapa de Edivaldo preocupa aliados…

Pedetistas e auxiliares do prefeito entendem que a presença de um petista pode trazer ainda mais desgaste à campanha do candidato à reeleição

 

Mário Macieira é o nome indicado pelo governador Flávio Dino; sem voto, dizem pedetistas

Mário Macieira é o nome indicado pelo governador Flávio Dino; sem voto, dizem pedetistas

Embora se mantenham apenas nos bastidores, os pedetistas e auxiliares do prefeito Edivaldo Júnior não estão dispostos a assumir o desgaste do PT como companheiro de chapa do candidato do PDT em São Luís.

Os petistas decidiram apoiar Edivaldo, mas pleiteiam a vaga de vice, o que, na avaliação dos aliados, poderá “contaminar a chapa com histórias como ‘Mensalão’, ‘Lava Jato’ e ‘Petrolão’, que marcaram os últimos anos do governo Dilma R0usseff (PT)”.

A preocupação revelada agora pelos holandinistas foi abordada neste blog, no post “Por imposição de Flávio Dino, Edivaldo vai ter que engolir até o desgaste do PT…”

Este blog ouviu membros do PDT e auxiliares da prefeitura. A maioria mostrou preocupação com o desgaste que o PT carrega na opinião pública, sobretudo após o impeachment de Dilma.

E nome cogitado pelo posto também não agrada a cúpula da campanha de Holandinha.

– O Mário Macieira é pesado demais, com perdão do trocadilho; e não tem voto – ironizou um representante do PCdoB, partido do próprio governador Flávio Dino, que atua para bancar o ex-presidente da OAB-MA.

Petistas argumentam que outras legendas já estão contempladas

Petistas argumentam que outras legendas já estão contempladas

Mas se depender dos próprios petistas, a vaga de vice será mesmo de um membro do partido.

– Acho que é importante o espaço de vice para o PT, uma vez que o PCdoB possui o Governo do Estado, o PDT tem a Prefeitura e o PSB tem o Senado da República. Por isso é mais do que justo solicitar a vice da Prefeitura – explicou o presidente regional da legenda, Raimundo Monteiro, em entrevista ao jornal O EstadoMaranhão nesta quinta-feira, 14.

O assunto é delicado porque o prefeito não pode prescindir do tempo que o PT tem; por isso as lideranças da campanha do prefeito ponderam em comentar o assunto.

Presidente do partido de Edivaldo, Weverton determina critério de escolha: tem que agregar

Presidente do partido de Edivaldo, Weverton determina critério de escolha: tem que agregar

Um exemplo é o presidente do PDT, deputado federal Weverton Rocha.

– A escolha será feita pelos dirigentes partidários. A nossa escolha será feita por um simples critério: o da soma (quem agregar mais) – explicou Rocha.

Para um bom entendedor…

Marco Aurélio D'Eça

7 Comments

  1. Acredito que edivaldo nao tem com o que se preocupar. Essas questoes nao implicarao na sua candidatura.

  2. Eles estão com pé atras devido o PT ja ter se sujado bastante no poder do país. bora ver no que isso vai dar!

  3. Tss tss
    A Dilma teve 70% dos votos em São Luís. O Zé do povo já percebeu que os que dizem combater a corrupção, na verdade pretendem escondê-la. Política é lado, ai daquele que parecer ser totalmente contra o governo Lula.

  4. Não vejo dessa forma, até prq o partido conseguiu diversos desenvolvimentos sociais, principalmente aqui no Maranhão, e o povo reconehce isso.

  5. Acredito que não cairia bem e não é necessario um vice do PT para Edivaldo. o partido está buscando se fortalecer. deveria começar devagar, apenas apoiando. ja querem ir com muita sede ao pote.

  6. Garanto que o desgaste do PT a nível nacional influencia menos que o desgaste de ser apoiado pelo grupo Sarney, pois os Maranhenses tiveram muitos benefícios sociais no governo Petista e não querem mais voltar as rédeas desse clã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *