9

Perguntas que Holandinha será obrigado a responder na campanha…

Prefeito terá que dizer à população para onde foram os R$ 33 milhões supostamente investidos no ISEC, por que os ônibus da suposta licitação de transportes já estão comprados desde janeiro, quais os custos da armazenagem do VLT nestes quatro anos e por que ele não entregou a Maternidade da Cidade Operária na data em que prometeu

 

 

Funcionários do Isec denunciam desvio de recursos ao Ministério Público: R$ 33 milhões jogados fora

Funcionários do Isec denunciam desvio de recursos ao Ministério Público: R$ 33 milhões jogados fora

O prefeito Edivaldo Júnior (PDT) tem muitas respostas a dar à população de São Luís a respeito de sua gestão em São Luís, reprovada pela maioria do eleitorado, segundo pesquisa Escutec.

E as perguntas serão feitas, fatalmente, durante a campanha eleitoral, seja na propaganda, seja nos debates previstos.

Algumas delas:

1 – Para onde foram os R$ 33 milhões de um contrato com o Instituto Superior de Educação Continuada (ISEC), agora investigado pelo Ministério Público? (Leia aqui)

Há acusações de dois dos candidatos a prefeito – Fábio Câmara (PMDB) e Wellington do Curso (PP) – de que os recursos foram, na verdade, desviados para favorecer a base de vereadores e aliados políticos do prefeito. (Releia aqui, aqui e aqui)

ônibus com novo layout de São Luís: pronto em janeiro, antes mesmo da licitação

ônibus com novo layout de São Luís: pronto em janeiro, antes mesmo da licitação

2 – Por que os ônibus que supostamente serão usados em São Luís após conclusão da licitação no transporte já estão comprados – alguns desde janeiro, quando ainda sequer se sabia quais as empresas que venceriam a concorrência?

Ainda em fase de conclusão, a suposta licitação promovida por Holandinha teve como vencedora apenas as mesmas empresas que atuam no sistema em São Luís; e algumas já até anunciam ônibus desde janeiro, inclusive com novo layout. (Saiba mais aqui e aqui)

VLT armazenado em São Luís desde 2013: população paga a conta

VLT armazenado em São Luís desde 2013: população paga a conta

3 – Quanto custou, ao longo dos quatro anos de mandato do prefeito, o armazenamento do VLT comprado por R$ 7 milhões na gestão anterior e jogado desde 2013 em um depósito nos arredores de São Luís?

Logo que assumiu, Edivaldo  prometeu continuar o projeto do VLT, mas arrancou os trilhos já colocados pelo ex-prefeito João Castelo (PSDB) e guardou o trem em um depósito, ao custo especulado de R$ 200 mil mensais. (Saiba aqui)

Obra da maternidade, com data de inauguração; no local só há lixo

Obra da maternidade, com data de inauguração; no local só há lixo

4 – Porque o prefeito não conseguiu sequer iniciar a obra da Maternidade da Cidade Operária, anunciada por ele próprio como símbolo de sua gestão e cujo terreno está abandonado desde o início da gestão?

Edivaldo mandou instalar placa dando a data de 26 de junho passado para entrega da obra, que sequer saiu do papel. Há informações e que recursos federai foram encaminhados para realização da obra, que v irou símbolo apenas da incapacidade da gestão.

São apenas quatro perguntas. Há outras.

Mas, se não tiver explicação para estas, o prefeito terá fortes dores de cabeça durante a campanha…

Marco Aurélio D'Eça

9 Comments

  1. gente, esse projeto do VLT nunca que daria certo mesmo. Castelo fez tudo sem planejar . O projeto da maternidade vems ofrendo com a falta de verba federal. sem verba nao se contrói ne.

  2. Todo mundo sabe que o VLT é uma obra impossivel que o Castelo queria fazer,nunca que teriamos uma estrutura para esse projeto.Não temos campo pra isso. Já as obras de hospitais, o dinheiro vem de Brasilia, governo federal, e nessa crise louca que a DIlma ocasionou, não foi mandado mais nada. até porque é notável que a crise da saúde é nacional e não só aqui em são luis.

    • Se o VLT é uma obra impossivel, pq ele prometeu em continuar?
      impossível é gastar dinheiro publico para o VLT ficar guardado.

  3. O ISEC o juíz já disse que foi tudo dentro da legalidade e os ônibus ninguém quer saber quando foi comprado, só querem é o benefício de ônibus novos circulando pela cidade.

    Resp.: Por que então ele não responde sobre isso? Por que, ao invés disso, ele pde: “desliga que eu te explico”… Será pq?

    • Porque é sáfado .. pergunta para o acessorr dele Ronaldo Lima ele sabe…

  4. A do VLT e a da Maternidade já estão mais que esclarecida, o VLT foi um projeto totalmente inviável que precisa ser reprojetado, o que Castelo fez foi caso de polícia, e Edivaldo com muito bom senso acabou com essa palhaçada. E a maternidade todos sabem que era verba do Governo Federal, e o mesmo não mandou mais as verbas, desde quando Dilma saiu, a situação piorou ainda mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *