0

Bom Jardim: Justiça condena presidente da Câmara a devolver mais de R$ 300 mil aos cofres públicos

Arão Silva foi acusado de desviar recursos do INSS recolhidos dos servidores da Câmara Municipal; a decisão é do desembargador Ricardo Duailibe

 

Arão Silva: condenado na Justiça

Arão Silva: condenado na Justiça

O Tribunal de Justiça condenou na última terça-feira, 19, o presidente da Câmara Municipal de Bom Jardim, Arão Silva, a devolver aos cofres públicos R$ 315. 061,45 (trezentos e quinze mil, sessenta e um reais e quarenta e cinco centavos) desviados da contribuição previdenciária dos servidores da Casa.

A decisão foi tomada pelo desembargador Ricardo Duailibe, que também determinou o bloqueio das contas do vereador.

Arão Silva ficou conhecido no Maranhão por integrar o grupo da ex-prefeita Lidiane Leite. Ele é hoje o principal instrumento do empresário Beto Rocha – ex-marido de Lidiane – para tentar voltar ao comando do município. (Releia aqui)

Bom Jardim é administrado hoje pela vice-prefeita Malrinete Gralhada (PMDB).

Mesmo com a decisão do desembargador Ricardo Duailibe, Arão Silva chegou na comemorar a decisão. Isto por que, na representação à Justiça, havia também o pedido de afastgamento do parlamentar das funções de presidente da Câmara.

O desembargador negou esta parte do pedido, o que levou o aliado de Beto Rocha a soltar foguetes na cidade.

A decisão de Ricardo Dualibe já foi publicada no Diário da Justiça…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *