3

Sem PT, tempo de Holandinha cai para pouco mais de 2 minutos…

Partido queria indicar o companheiro de chapa do prefeito, em troca do maior volume na propaganda eleitoral dentre todos o seus aliados

 

 

Edivaldo com os petistas: namoro não teve noivado, mas não chegou ao altar...

Edivaldo com os petistas: namoro não teve noivado, mas não chegou ao altar…

A saída do PT da coligação do prefeito Edivaldo Júnior (PDT) deverá reduzir em quase 1 minuto o seu tempo de propaganda no horário eleitoral.

Com os petistas, Holandinha teria algo em torno de 3,2 minutos por programa; sem eles, esse tempo cai para 2,3 minutos.

A este tempo, soma-se o tempo comum, que deve ficar em torno de 7 segundos por candidato, se a eleição tiver oito candidatos.

Maior bancada do país na Câmara Federal, o PT dispõe do maior tempo de propaganda dentre todos os partidos, algo em torno de 54 segundos.

Para efeito de comparação, o tempo é quase duas vezes o total que tem o PSD, segundo maior partido da coligação do prefeito.

Wellington pode ser o principal beneficiário do racha na base do prefeito

Wellington pode ser o principal beneficiário do racha na base do prefeito

Se decidirem pela improvável coligação com Wellington do Curso (PP), os petistas elevarão o tempo do deputado para 1,4 minutos, mais os 7 segundos do tempo comum.

Um ganho significativo para um dos principais adversários de Edivaldo.

Sem o PT, Edivaldo somará apenas o tempo dos seguintes partidos:

PSD (29,4 segundos);

PSB (27,8 s);

PR (27,8s);

PTB (19,6s);

PRB (17,1s);

DEM (17,1).

A saída do PT provoca, portanto, perda significativa para o candidato do PDT, partido que, aliás, nem entra na soma dos seis necessários à composição do tempo.

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Será o tempo necessário para ele mostrar o que fez nessa gestão e ainda contar suas propostas. Edivaldo é a melhor opção dentre os candidatos.

  2. Isso não inteferirá em sua campanha. apesar de ser uma perda, melhor seguir assim , do que com um aliado que so pensa em si proprio, o que é o caso do PT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *