4

Os R$ 600 milhões da mobilidade perdidos por São Luís…

De acordo com denúncia da deputada Eliziane Gama, prefeito deixou de pagar estudo técnico, o que inviabilizou a liberação de recurso para projeto que ele mesmo encaminhou ao Governo Federal; documentos comprovam a movimentação do pedetista até perder o recurso

 

Portaria do Ministério das Cidades comunica seleção dos projetos

Portaria do Ministério das Cidades: seleção dos projetos

exclsuvoUma das principais denúncias feitas pela deputada Eliziane Gama (PPS), durante sua sabatina no jornal O EstadoMaranhão, foi a de que o prefeito Edivaldo Júnior (PDT) perdeu cerca de R$ 1 bilhão em recursos federais para implantação de projetos educacionais e o corredor de transporte em São Luís.

O prefeito, que pediu Direito de Resposta à candidata, silenciou nesta denúncia.

Este blog teve acesso a uma série de documentos, muitos dos quais assinados pelo próprio Edivaldo Júnior, que provam a movimentação da Prefeitura, desde 2013, até perder os prazos e ter os recursos sustados por falta de estudo técnico.

Só no Ministério das Cidades, os projetos para São Luís superavam os R$ 613 milhões.

O protocolo 09627.02.88/2013-99 previa investimento de R$ 15 milhões para elaboração de estudo para implantação do corredor de transporte público.

Já o protocolo 009716.02.88/2013-71, no valor de R$ 1,2 milhão, previa o Estudo Básico e de Viabilidade Econômica para implantação do VLT, no trecho Anjo da Guarda.

Um terceiro protocolo – o de nº 009825.02.88/2013-52 – tinha valor de repasse garantido de R$ 265,6 milhões (incluindo a contrapartida) para implantação do Trecho I do Novo Anel Viário, BRT Centro/Cohab.

E a maior parte dos recursos estavam previstos no protocolo 009826.02.88/2013-61, que garantia à gestão de Edivaldo nada menos que R$ R$ 311,2 milhões para implantação do Trecho II do BRT Centro/Cohab.

Licitação da prefeitura para contratação de estudo técnico: fracasso

Licitação da prefeitura para contratação de estudo técnico: fracasso

Em 7 de abril de 2014, o Diário Oficial da União publicou o Aviso de Licitação da prefeitura de São Luís com a Concorrência nº 11/2014-CPL, para contratação de empresa que iria elaborar os projetos do corredor de transporte, do BRT e do VLT.

Cinco meses depois, em 5 de setembro, o D.O.U publicou a Portaria nº 538, de 4 de setembro de 2014, divulgando que as nove propostas da Prefeitura de São Luís haviam sido selecionadas, garantindo a liberação dos mais de R$ 613 milhões para os projetos de Mobilidade Urbana.

Mas os estudos técnicos não foram elaborados e o financiamento teve que ser cancelado pelo Ministério das Cidades.

Pior, segundo a denúncia da deputada, a prefeitura perdeu, inclusive, o prazo para a simples assinatura dos documentos na Caixa Econômica Federal.

E São Luís perdeu uma oferta de recursos milionária para melhorar a sua mobilidade urbana…

Marco Aurélio D'Eça

4 Comments

  1. Ja é sabido de que essas afirmacoes da deputada sao inveridicas. Esse blog quer polemizar um assunto que nao tem fundamento e é notoriamente debatido pelo proprio Edivaldo.

  2. Houve sim estudos técnicos! Tanto que estava em andamento no Ministério das Cidades o projeto apresentado pela Prefeitura, propondo um novo traçado para o VLT, visando atender a um percurso de 6,4 quilômetros da área Itaqui-Bacanga ao Centro da cidade. A proposta era para o projeto fosse viabilizado através do PAC 3.

    Resp.: Leia de novo o texto. Bem lentamente… Aí você verá que tudo o que diz está no t4xto. Edivaldo perdeu o dinheiro por não ter pago o projeto e ter perdido o prazo para assinatura da documentação. Leia de novo. Bem devagarinho…

  3. Quando vejo uma denúncia “bombástica” da Elizisne Gama, já nem tenho vontade de ler, pq ela está demonstrando tanto desespero que chega a ser ridícula essa forma que ela está tentando levar a campanha dela. O político deve expor suas propostas P nos convencer que ele será o melhor gestor, e não tentar vencer com denúncias descabidas e somente atacando canforado X ou Y… Já já o prefeito desmonta todos os argumentos desta “denúncia bombástica” e ela novamente ficará com a cara no chão.. Não imagina que ela seria capaz de uma campanha tão suja dessas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *