12

Roberto Rocha revela os bastidores da eleição de São Luís…

Senador diz que o governador Flávio Dino queria Bira do Pindaré como candidato porque não acreditava na capacidade de regeneração de Edivaldo Júnior, e teve que pular no bonde andando, quando as pesquisas apontaram a vitória do prefeito

 

Rocha revela os bastidores da eleição em São Luís

Rocha revela os bastidores da eleição em São Luís

O senador Roberto Rocha fez uma revelação bombástica em sua entrevista deste domingo ao Jornal Pequeno.

– Todos sabem que o governador apostava suas fichas na candidatura do deputado estadual Bira do Pindaré, por não acreditar na capacidade de regeneração da administração do prefeito Edivaldo Holanda Jr. Mas o PSB nacional entendeu que o partido não poderia ser usado como saída de emergência do projeto do Governador, e eu mesmo tive que agir politicamente para garantir que o PSB correria em raia própria, mesmo com mínimas chances eleitorais. E o resultado nós vimos, o prefeito teve que desmontar o puxadinho do Palácio, pelo menos até o momento em que o próprio governador resolveu pular no bonde andando, quando as pesquisas apontaram a vitória do prefeito – revelou Rocha.

Aqui, cabe um parêntese deste blog.

Em meados do primeiro turno, em uma conversa com o prefeito, intermediada pelo deputado federal Weverton Rocha (PDT), o titular deste blog ouviu pessoalmente de Edivaldo – sem dar muito crédito – que ele tinha consciência de não ser o candidato preferido do governador, assim como não foi em 2012.

Weverton com Edivaldo: ninguém foi ás ruas pelo prefeito como ele

Weverton com Edivaldo: ninguém foi ás ruas pelo prefeito como ele

Nas duas ocasiões, contou Edivaldo, sua candidatura foi garantida graças à ação de Weverton.

O que se viu no pleito, tanto no primeiro quanto no segundo turno, foi, de fato, Weverton Rocha de mangas arregaçadas em busca da reeleição de Holandinha. E Flávio Dino só apareceu na semana do segundo turno, declarando voto no prefeito.

Voltando a Roberto Rocha…

O senador avalia que Edivaldo tem, agora, a chance de mostrar-se fora da tutela pessoal de Flávio Dino, já que precisa mostrar pulso à população.

– Vamos ver se na recomposição do secretariado do prefeito vai prevalecer o Edivaldo que falou grosso no debate do segundo turno ou aquele que administrou o puxadinho, com voz mansa e cordata – ponderou o senador socialista.

Leia aqui a íntegra da entrevista ao JP…

Marco Aurélio D'Eça

12 Comments

  1. O maximo que esse cara vai conseguir é um mandado de Deputado, fora que queimou o filho dele politicamente.

  2. Roberto tem boa articulação em Brasília, partido etc..porém é muito queimado na capital e no interior ninguém sabe nem da existência dele. Pra ele, a solução seria alguém de peso, popularidade, boa entrada com a povo na chapa dele pra ver se equilibra e alivia pra ele OU ele ser vice . Já Flavio Dino será muito dificil essa reeleiçao dele, do jeito que ele age, com perseguiçoes sem freios, se essa trupe toda se unir contra ele futuramente, tchau comunistas

  3. Acho engraçado ainda darem trela pra Roberto Rocha com as vira-casaca dele. Fica só no disse me disse.

  4. Isso é balela de blogueiro. Roberto Rocha tá sem moral e ta querendo causar pra chamar atencao.

  5. Sabemos que Roberto Rocha é um oportunista e aproveitador. Hoje, fala assim porque não conseguiu empurrar o filho para ser vice da chapa vencedora. Eita dor de cotovelo!

  6. Prq esse Asa de Avião quer tanto criar conflitos entre o Governador e o Prefeito? Que moral ele pensa que tem para formar opinião da população Maranhense, que força política?! Ele só é senador prq se aproveitou da campanha do Senador, pois ele não tem força alguma no Estado.

  7. Roberto Rocha é um tremendo vira folha! Foi pro outro time e agora fica querendo desqualificar as suas origens!! Hipócrita!

  8. Eu não acredito que Edivaldo fará um governo melhor, acho até que superará sua incapacidade administrativa no 2º mandato terá que “afagar” muitos políticos que (infelizmente) lhe deram apoio na reeleição, começar por cargos de baixo, médio escalão, a começar de cargos de diretores de escolas que político adora indicar e o prefeito não cria o processo de eleição direta para estes cargos porque é moeda de troca, trabalhei numa escola municipal cuja a gestora foi indicada por um tio que é deputado estadual e esta não sabia nada de dirigir uma escola e só aparecia de vez em quando, algumas já estão há 10 anos no cargo essas e outras ele poderia trocar por pessoas competentes pois já estão com as ideias obsoletas.

  9. Marco D´eça,
    Complicado ouvir as declarações de Roberto Rocha nos últimos tempos, em 2014 foi levando pelo Grupo de Flavio Dino a condição de Senador, mas depois disso, parece até que está contra tudo e todos, podemos observar que, não tem um bom relacionamento com o grupo que forma o seu próprio partido, o PSB, é só ver as disputas internas com o pessoal de Timon. Seu Candidato não foi para o Segundo Turno em São Luis, seu irmão está num fim melancólico como Prefeito de Balsas, seu filho está em fim de mandato na Câmara de São Luis. Então vêm a dúvida, de onde vem a força politica que Roberto Rocha acha que tem!?!?

  10. Querem fazer discórdia entre o prefeito e o governador. Mas não vai conseguir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *