3

Em Paris, Hildo Rocha colhe dados para embasar PEC da unificação das polícias…

franca

Hildo Rocha e Vinicius Carvalho receberam do Chefe do Departamento da Organização dos Métodos, comissário Pierre-Henri Machet, a medalha da Direção dos Recursos da Competência

Depois de conhecer o modelo de segurança pública italiano, os deputados federais Hildo Rocha (PMDB/MA) e Vinicius Carvalho (PRB/SP) agora se encontram em Paris onde buscam dados para embasar o relatório que servirá de ponto de partida para a elaboração de uma PEC sobre a reestruturação do sistema de segurança brasileiro.

“Temos certeza que esses dois países (Itália e França) tem muito a oferecer ao Brasil em termos de experiências bem-sucedidas no setor da segurança pública”, destacou Rocha.

O parlamentar informou que o relatório será apresentado à Comissão de Unificação das Polícias Civis e Militares na Câmara dos Deputados ainda este ano.

Agenda de trabalho

O primeiro compromisso da comitiva brasileira em Paris aconteceu segunda-feira (21/11) na Corregedoria da Polícia Nacional Francesa, onde os parlamentares brasileiros participaram de reuniões e foram homenageados pelo Departamento da Organização dos Métodos.

franca2

Na Corregedoria da Polícia Francesa, com o Chefe do Departamento da Organização dos Métodos e a formadora do Centro Nacional de Formação e do Desenvolvimento das Competências, Emmanuelle Boiffard-Brihi.

Rocha e Carvalho receberam a medalha da Direção dos Recursos da Competência. O encontro também foi acompanhado pela formadora administrativa do Centro Nacional de Formação e do Desenvolvimento das Competências, Emmanuelle Boiffard-Brihi.

Após a primeira reunião, os parlamentares seguiram para a Inspetoria Geral da Polícia Nacional (IGPN) onde se encontraram com o comandante de polícia, Jean-Pierre Barbier, com a diretora e inspetora geral da IGPN, Marie-France, e a encarregada geográfica das Américas, Luísa Le Duff, para tratar sobre o modelo policial adotado pelo país.

O especialista em segurança pública, Eduardo Granzotto, também integra a comitiva brasileira na missão internacional.

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Tanta polícia no mundo para os caras visitarem e vão logo na França? Um dos estados MAIS atrasados do mundo? Visitem a polícia britânica, norte-americana, alemã. Gasto público desnecessário, comissão de faz de contas, reforma de polícia com mais do mesmo.

  2. Numa época de trânsito digital das informações, justifica mesmo esse deslocamento?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *