1

Anunciada com pompa, ponte Pericumã é abandonada por Flávio Dino…

Quase dois anos depois, canteiro de obras está vazio desde o fim das eleições e empreiteiro que compõe consórcio de sondagem foi preso em operação da Polícia Federal no Tocantins

 

Vinte meses depois de anunciada, obra da ponte do Pericumã está assim, completamente abandonada

6 de março de 2015. O governador Flávio Dino (PCdoB) faz uma festa no Palácio dos Leões, para assinatura da Ordem de Serviços para construção da ponte sobre o rio Pericumã, na região da Baixada Maranhense. (Relembre aqui)

Sonho antigo dos moradores da região, o anúncio da obra da ponte levou caravanas de prefeitos e deputados para o início das sondagens no local. E diversas foram as lideranças dinistas que quiseram se aproveitar do “momento histórico”. (Releia aqui, aqui e aqui)

 

Circunstâncias da obra atraíram políticos de todos os matizes para o lançamento da obra

Mas o sonho não deu em nada.

21 de dezembro de 2016. Os serviços praticamente não andaram nesses 20 meses e as máquinas foram recolhidas do canteiro de obras desde o fim das eleições municipais, ainda no final de setembro.

Pior: um dos empreiteiros vencedores do consórcio para realização das sondagens foi preso no mês passado, em uma operação da Polícia Federal no estado do Tocantins. (Saiba mais aqui)

E sonho começa a virar pesadelo…

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *