0

Flávio Dino estuda mesmo entregar parte dos hospitais às prefeituras…

Nota da Secretaria de Saúde para negar fechamento do Hospital de Peritoró acabou por revelar outra intenção do governo comunista: ficar só com a gestão da alta complexidade

 

Flávio Dino fa graça para profissionais da Saúde, mas quer mesmo é se livrar de parte dos hospitais

O governo Flávio Dino (PCdoB) estuda se livrar dos hospitais de média e baixa complexidade em todo o Maranhão.

Pelo menos é isso que se lê claramente no teor da Nota de Esclarecimento que a Secretaria de Saúde emitiu ontem para negar o fechamento do hospital de Peritoró.

Veja um dos trechos da Nota:

– A Ses informa que trabalha, em diálogo com os municípios e com o Ministério da Saúde, para a reestruturação da rede de serviços em todo o Maranhão, a fim de ampliar o acesso à saúde nas regiões e favorecer a adequada distribuição das competências de cada ente federativo no campo da saúde pública.

É preciso destacar a expressão “distribuição das competências de cada ente federativo no campo da saúde pública”.

Hospital de Peritoró, que atende a vários municípios, pode ficar restrito à prefeitura local

Mais à frente, no mesmo trecho, a nota deixa claro:

– O planejamento resgata os princípios de regionalização resolutiva e hierarquização assistencial, previstos na legislação do Sistema Único de Saúde (SUS), cabendo ao estado a alta complexidade e suporte nos demais serviços.

É exatamente este trecho – “cabendo ao estado a alta complexidade e suporte nos demais serviços” – que revela a intenção do governo Flávio Dino.

E a partir disto se pode afirmar que o Hospital de Peritoró, que atua na média complexidade, pode ser entregue à gestão da prefeitura, como vários outros no Maranhão.

O que resultará, fatalmente, no colapso do sistema que funcionou em excelência na gestão passada.

É simples assim…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *