9

Denúncias põem sorteios do Maracap novamente sob suspeita…

Vencedores denunciam que são obrigados a dividir valor dos prêmios com outros supostos ganhadores, que só são apresentados no momento do recebimento; caso será levado ao Ministério Público

 

Propaganda do Maracap com suposto ganhador; participantes denunciam possível fraude nos sorteios

Uma denúncia grave, documentada e registrada põe em xeque a credibilidade dos sorteios do programa Maracap, transmitido semanalmente na televisão.

De acordo com os documentos encaminhados ao ex-vereador Fábio Câmara (PMDB), à Polícia Federal e ao Ministério Público  – são mais de 100 páginas, as quais este blog teve acesso integral – o Maracap pode estar criando ganhadores-fake para forçar os verdadeiros ganhadores a dividir o prêmio.

Ganhador não anunciado

A primeira denúncia diz respeito à 5ª edição do sorteio, realizado no dia 18 de setembro de 2016.

O programa anunciou um vencedor do 4º prêmio (uma S10 Advant), mas não deu o nome, como deveria acontecer obrigatoriamente.

Ocorre que J.R.S.C (o nome está mantido em sigilo, mas o Maracap também tem os dados) estava acompanhando o sorteio e constatou ter batido no mesmo prêmio.  No dia seguinte, em 19 de setembro – mesmo sem ter recebido a ligação da empresa, como ela anuncia que faz – J.R. foi à sede do Maracap, de posse do Certificado nº 064105, comprovando ter batido.

Recibo assinado por J.R., que recebeu em espécie apenas 1/3 do prêmio merecido

Os gerentes identificados por Sidney e Valdemar constataram que o certificado havia batido, de fato, mas comunicaram a ele que outros dois apostadores – G. C. Jr. e R.V.P. –  também haviam batido no mesmo prêmio. Seu J.R. foi obrigado a dividir por três o valor de R$ 82 mil, recebendo em espécie o valor e R$ 27,3 mil, no financeiro da empresa, conforme recibo timbrado pelo Maracap, em poder deste blog.

– Esta é a suspeita de que a empresa pode estar forjando ganhadores para forçar os verdadeiros a ter que dividir o prêmio. Isso é um crime grave – afirmou Fábio Câmara.

E aí surge o mais grave.

Os dois vencedores apresentados pelo Maracap em seu site, em vez de dividir o prêmio por três, dividiram apenas por dois, recebendo cada um R$ 42 mil. O dois nem tomaram conhecimento de que J.R. havia ganhado junto com eles, e receberam o dinheiro em cheque assinado pela Invest Capitalização, segundo Ata do sorteio.

Essa divisão leva à suspeita de que seu J.R.S.C. pode ter sido enganado para receber apenas 1/3 do prêmio que merecia, um excelente lucro para a empresa.

Não é a primeira vez que Fábio Câmara chama atenção para as atividades do Maracap.

Em outubro de 2015, ele denunciou o Título de Capitalização ao Ministério Público por suspeitas de lesão aos ganhadores. A empresa passou quase dois anos fechada até se readequar. (Relembre aqui e aqui)

Sorteio errado

No mesmo sorteio de 18 de setembro, a Maracap anunciou como vencedores do segundo prêmio (uma Moto Honda CG 150 Start) R. N. L. S. e E. N. S. J. Mas, após a documentação dos ganhadores chegar à Invest Capitalização, “constatou-se” que o título de R.N.L.S. (nº 215778) não era o vencedor, mas o título de número 215780, pertencente a J. M. A.

Mesmo assim, o concurso pagou R$ 3.750,00  a R.N.L.S, em um cheque assinado pela F & M Promoções & Serviços, como se dividisse o prêmio. Mas apenas dois dos vencedores apareceram no site da empresa.

O cheque recebido por R.N.L por um prêmio que a Maracap diz que ela não foi sorteada

– Fica evidente que há manipulação nas premiações e algumas pessoas são pagas em espécie para n~çao levantar suspeitas. A Polícia Federal precisa investigar a fundo este dossiê. E é isso que vou encaminhar às instituições responsáveis – afirmou Fábio Câmara.

O ex-vereador cita ainda várias outras irregularidades no funcionamento do Maracap, como favorecimento a regionais, sorteio antecipado de ganhadores da rodada da sorte e até a realização de sorteios sem a chancela de um título de capitalização, o que seria ilegal.

Mas esta é uma outra história…

Marco Aurélio D'Eça

9 Comments

  1. eles tambem colocam falsos ganhadores como falsos moradores de bairros pobres…

  2. Esse Ministério Público sabe de toda armadilha, todos são comprados.
    Esse é o nosso Brasil.
    Raça de ladrões no poder

  3. NEM UM SUPOSTO GANHADOR DE CARRO TEM FACE. PODE OBSERVAR Q TUDO É ROUBO. PESQUISEI 35 SUPOSTOS GANHADORES DE CARROS, E NENHUM TEM FACE. ESTRANHO NÉ? QUEM HOJE NÃO TEM FACE?.
    TUDO ISSO É UMA QUADRILHA ORGANIZADA. LADRÕES FORTE DO PODER ENVOLVIDO.
    MARACAP É UMA FÁBRICA DE DINHEIRO.
    ESSA RAÇA TINHA QUE SER TIRADA DO MEIO DE GENTEM
    RAÇA DE VAGABUNDOS LADRÕES PICARETAS

  4. Eu vi PMDB, Jornal do Estado do Maranhao …será que essa denuncia é coisa do dono do Maranhão Sarney? onde tem PMDB, e Sarney … creio que é maracutaia …. não dou muita credibilidade … ainda que seja a mais pura verdade

  5. Meus amigos, sempre há autoridades co-relacionadas envolvidas, sempre vai haver uma forma de ilegalidade. Quando estoura o fato à meriane fede. Hahaja…

  6. Ora ora Fábio câmara pq q ao invés de tentar tirar o dinheiro do bolso de milhares de pessoas que trabalham vendendo o Maracap vc não procura algo pra empregar essas pessoas pra q né se vc não pensa no povo pq antes de tirar temos q pensar em repor oq vc vai fazer pra essas pessoas ter uma renda pra comprar leite, biscoitos, arroz, carnes e outras coisas para seus filhos pq o contrário de vc o Maracap gera renda para muitas pessoas e vc gera renda pra quem mesmo? Hummm acho q vc não tem a resposta mas tudo bem

  7. É como dizem: onde há fumaça, há fogo.
    Para que não fique suspeita sobre a seriedade do jogo é bom que o Ministério Público e os órgãos encarregados da fiscalização tomem providências par esclarecer essas graves denúncias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *