4

Igor Lago: “Carnaval não é e nunca foi prioridade”…

Filho do ex-governador Jackson Lago alerta que a crise econômica deveria ser vista por gestores públicos como motivo para evitar “solicitar, gastar ou destinar verbas públicas” para as festas de Momo

 

Igor Lago, como seu pai, nunca foi afeito ao Carnaval…

O médico Igor Lago pregou neste domingo, em comentário no Facebook, que os gestores públicos evitem destinar verbas para festas de Carnaval.

– Que as verbas públicas sejam exclusivas às áreas básicas de saúde e educação tão aviltadas e destruídas pela corrupção e a má gestão – pregou Lago.

Filho do ex-prefeito e ex-governador Jackson Lago (PDT) – para quem o carnaval, de fato, nunca foi prioridade – Igor diz que a festa momesca deveria ser bancada, exclusivamente, por quem faz questão de curti-la.

– Carnaval, quem faz questão do mesmo, que gaste o seu dinheiro, arrume patrocinadores privados e banque a folia de forma correta e responsável. Não é e nunca foi prioridade – declarou.

…Mas a festa tem sido bancada ao longos dos anos por políticos como Flávio Dino; e com dinheiro público

Em seu comentário, o médico alerta a classe política para evitar o uso de dinheiro público na festa.

– Em tempos difíceis, os piores que o país já passou, imagino que os nossos prefeitos, vereadores, deputados estaduais e federais, senadores e governadores; e, até mesmo, o presidente Temer não estejam pensando em solicitar, gastar ou destinar verbas públicas para as festas de carnaval – ponderou.

Mas ele está enganado neste aspecto…

Marco Aurélio D'Eça

4 Comments

  1. Prioridade é SAUDE EDUCAÇÃO E SEGURANÇA, quem desejar PULAR REBOLAR E SENTAR que se VIRE, DINHEIRO PUBLICO não é para SUSTENTAR CAMBADAS DE VAGABUNDOS QUE VIVE NAS TETAS DO SUOR DO POVO ( ALGUNS MAMADORES ESTÃO NOS MICROFONES DE RADIOS QUE VIVE MAMANDO NAS TETAS DO ESTADO E MUNICIPIO, E QUE DEFECAM NOS MICROFONES DE RADIOS ) O PAIS VIVE EM CRISE FICA SUSTENTANDO VAGABUNDOS GENETICO.

  2. Outro que se acha príncipe e herdeiro dos Leões. Mal sabe a medicina que estudou em Cuba.

  3. Eu concordo com ele, destinar verbas para algo que não é prioritário é lamentável ir ao hospital público e não consegui atendimento por falta de profissionais ou de material de insumo ou estudar numa escola que não te oferece um mínimo de confortoe segurança pois trabalho numa em que a laje está pra desabar devido às infiltrações, o teto tem muitas goteiras, as salas estão escuras porque falta lâmpadas, a água que os alunos utilizam está contaminada a cistena está completamente suja e cheio de insetos mortos, o mato toma conta do espaço externo da escola e a Semed finge que esse problema não existe. Lamento que no Brasil as pessoas prefiram pular quatro dias e passar o ano inteiro tendo os piores serviços públicos prestados.

  4. SERÁ SE ESSE COME E DORME DEU ESSA SUGESTÃO AO PAI QUANDO ERA PREFEITO E , DEPOIS, GOVERNADOR?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *