0

Além do PROS, cláusula de barreira ameaça PV, PPS e PCdoB no MA…

Partidos que não atingirem o limite mínimo de 10 representantes na Câmara Federal, a partir de 2018 –  o que equivale a 2% dos votos nacionais – perderão direitos na Casa e podem até deixar de existir

 

Gastão Vieira deu a senha de uma situação que o governador Flávio dino já conhece e busca solução

A senha foi dada na sexta-feira, pelo ex-ministro Gastão Vieira.

Presidente regional do Pros, ele anunciou que abrirá mão da disputa pelo Senado para tentar uma vaga na Câmara Federal, na tentativa de garantir o espaço exigido ao Pros a partir de 2018.

Assim como Gastão, estão correndo contra o tempo o deputados federais Eliziane Gama (PPS), Júnior Marreca (PEN) e o próprio governador Flávio Dino (PCdoB).

Eliziane, do PPS; Marreca, do PEN, e Sarney Filho, do PV, também vivem o mesmo drama partidário

Estes partidos precisam garantir 2% de votos para deputado federal em todo o país, sendo que este índice tem que ser atingido em um mínimo de 14 estados.

Para isso, as legendas precisam eleger um mínimo de deputados federais em cada estado.

O PCdoB, por exemplo, já decidiu que, no Maranhão, a meta é eleger cinco deputados federais. Por isso, Flávio Dino tem corrido atrás de nomes que possam se somar aos de Márcio Jerry, Clayton Noleto e Rubens Pereira Júnior.

Para fugir da cláusula de barreira, o ministro Sarney Filho, que é deputado federal pelo PV, já decidiu deixar o partido.

Situação mais difícil é da dos deputados federais Júnior Marreca e Eliziane Gama.

Esta última, por ser presidente de legenda, vai precisar buscar quadros com capacidade de somar votos para o PPS.

Por isso, não descarta disputar uma vaga majoritária, abrindo espaço para outras lideranças do partido.

E será esta a tônica da formação de chapas até o início do período eleitoral no Maranhão…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *