9

Os mesmos problemas…

Entra ano e sai ano e as mesmas áreas de São Luís são castigadas pelas enchentes causadas pelas chuvas em São Luís; áreas que – entra ano e sai ano – recebem supostos serviços da prefeitura para os mesmos problemas, sem que tome uma ação definitiva

 

Carro boiando em lago no Renascença…

Parecia até remake de cobertura eleitoral.

As emissoras de TV, blogs, rádios e jornais apresentavam, ontem, um lista de áreas de São Luís inundadas pelas chuvas da última quarta-feira, 1º. E são os mesmos onde ocorrem os problemas de sempre a cada período chuvoso.

Renascença II, em frente a um shopping;  Curva do Noventa, à altura de um posto no Cohafuma; Túnel da Cohama, áreas inteiras do Barramar e da Vila Conceição, no Calhau, bairros como Coroado, Coroadinho, Bairro de Fátima, Forquilha, Cohatrac…

Enfim, locais onde situações caóticas se repetem há anos sem que o poder público consiga resolvê-las.

No Renascença, por exemplo, até dezembro de 2016 máquinas faziam uma espécie de dragagem de um canal que corta parte do bairro e que, para os engenheiros da prefeitura, seria a origem dos alagamentos.

As chuvas de quarta mostraram que não é. A menos que o trabalho tenha sido mal executado. (Veja aqui)

No Coroado, entre as gestões do tucano João Castelo e do atual prefeito Edivaldo Júnior (PDT) foram gastos mais de R$ 50 milhões para resolver o problema, mas a origem do problema sequer foi mencionada: uma casa, próxima à avenida dos Africanos, construída em cima do bueiro que deveria escoar a água que desce de todo o bairro. (Saiba mais aqui)

Coroado vive assim a cada inverno, sem que nada seja feito para resolver sua situação

A prefeitura sabe disso, mas se recusa a tomar providência e resolver a vida das mais de 2 mil famílias que ali moram.

Há dois finais de semana, quando as “chuvicas” começavam a dar mostras de que um problema sério estava posto na região da Curva do Noventa, máquinas da prefeitura passaram dias em mexe-mexe no local.

E não resolveram absolutamente nada.

E assim a população de São Luís segue, ano após ano, convivendo diretamente com as mesmas enchentes.

Sempre nos mesmos locais…

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

Marco Aurélio D'Eça

9 Comments

  1. Essas chuvas tão cada vez mais fortes mesmo. Mas não dá pra controlar a natureza. Só tomar muito cuidado nesse período e arrumar o prejuízo.

    Resp.: Se a prefeitura fizer sua parte, que é a drenagem profunda das ruas e a limpeza periódica das galerias, garanto que a coisa funciona.
    O que não dá é pra ficar culpando o próprio cidadão pela não coleta adequada do lixo…

  2. Isso acontece porque a população não tem a educação de jogar lixo no lixo e vão deixando no chão, onde acumulam e a água das chuvas não tem para onde escorrer.

  3. falta EDUCAÇÃO Pro povo que joga lixo nas ruas. e cá pra nós? deputado welllignton adora aparecer nessas situações. Se fosse na minha casa e eu fosse rico co mo ele, eu teria feito um sistema para recolher ou mesmo armazenar essa água diante da inércia do poder público, mas acho que ele faz é gostar….

    Resp.: Se falta educação para o povo, o Poder Público tem que garantir Educação de qualidade. E se jogam lixo na rua, a prefeitura tem um ano inteiro para conscientizar a população; e fazer a limpeza, que é sua obrigação, seja o povo mal educado ou não. E cabe a ela, também, responsabilizar o cidadão que joga lixo na rua. O problema é que esta gestão não faz nenhuma coisa nem outra: nem faz a sua obrigação de limpar os logradouros públicos e as galerias, nem educa, conscientiza e pune o povo mal educado. É simples assim, meu caro

  4. Esse problema é das primeiras gestões de nossa cidade! atualmente tem melhorado bastante , porém aos poucos, porque é um problema que não pode ser resolvido de uma vez so!

  5. Chuvas fortes alem do normal e esperado. Nao vejo nada demais. Acontece em qualqer lugar do mundo. Ha anos nao chove em Sao Luis dessa maneira.

  6. Concordo em partes com vocês, pois os problemas são os mesmos sim, e continuam com a mesma origem de sempre, a falta de educação do povo, que entope as galerias e boeiros com resíduos sólidos, ai depois só querem cobrar o poder público. Porém não nos mesmos lugares, onde foi feito o canal da Cohab, por exemplo, nunca mais inundou.

  7. Marcos, passe la no coroado e pergunte quantos votaram no prefeito Holandinha, aposto que vão falar que votaram. Que Deus me perdoe, mas eles eles que querem esta desse jeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *