2

Hildo Rocha reivindica benefícios do Ministério da Cultura para o Maranhão…

Hildo reuniu-se com ministro da Cultura

O deputado federal Hildo Rocha (PMDB) entregou ao Ministro da Cultura, Roberto Freire, uma lista de reivindicações em favor da cultura maranhense.

O documento foi entregue durante audiência que o parlamentar teve com o ministro.

Rocha solicitou recursos para a manutenção do Museu da Memória Audiovisual do Maranhão; apoio para Centros de Cultura; para os festejos juninos e acervo para os Faróis da Educação.

– Precisamos implantar Centros de Cultura nas grandes e médias cidades maranhenses. Solicitei também apoio para o nosso São João, que é uma das principais festividades culturais do nosso Estado – disse o parlamentar.

Farol da Educação

Hildo Rocha disse que, em boa parte dos municípios, os Faróis da Educação estão fechados, abandonados sem nenhum aproveitamento.

– Os Faróis da Educação fazem parte de um projeto cultural implantado durante o governo de Roseana Sarney por meio do qual foram construídas 117 bibliotecas públicas em forma de farol com dez metros de altura e área construída de 88 metros quadrados. Cada unidade tem varanda no cimo na base o espaço que abrigava o acervo de aproximadamente cinco mil livros. Mas, Infelizmente o governo atual abandonou o projeto – lamentou o deputado.

O primeiro Farol da Educação foi inaugurado em julho de 1997, bairro Maiobão, na cidade de Paço do Lumiar.

O deputado destacou ainda que a ex-governadora Roseana Sarney deixou recursos em caixa para fazer a reforma e o reaparelhamento de unidades do Farol.

– O abandono dos Faróis da Educação é mais um exemplo da incompetência e da irresponsabilidade do governador Flávio Dino – afirmou Hildo Rocha.

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Eita governinho fraco, esse de Flávio Dino.

    TRAIDOR DOS PROFESSORES.

    TRAIDOR DA CONFIANÇA DOS MARANHENSES.

    FRACASSO TOTAL.

  2. Rapaz, me diga algo que possa ficar como marca do governo desse comunista? Até o momento o que fez de maior repercussão foi o aumento de impostos e a traição aos professores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *