0

PGR poderia pedir arquivamento do caso Flávio Dino, mas optou pela investigação…

Partiu do próprio Ministério Público Federal o pedido para que o Superior Tribunal de Justiça autorizasse a investigação da denúncia de que o governador do Maranhão recebeu dinheiro ilícito da Construtora Odebrecht

 

Se quisesse, a Procuradoria-Geral da República poderia ter pedido ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, o arquivamento do caso envolvendo o governador Flávio Dino (PCdoB).

Afinal, era apenas a citação de um delator.

O depoimento de Carvalho Filho: indícios de crimes praticados por Flávio Dino

Mas as revelações de José de Carvalho Filho – combinadas com as coincidências relacionadas ao projeto de interesse da Odebrecht e os comunistas – levaram o procurador Rodrigo Janot a pedir que o caso fosse reencaminhado ao Superior Tribunal de Justiça.

– Há elementos que indicam a possível prática de crimes relacionados ao governador do Estado do Maranhão, Flávio Dino – deixa claro o procurador, passando a narrar os fatos colhidos no depoimento do delator.

Hilberto Mascarenhas foi o segundo homem a delatar Flávio Dino

Além do depoimento de José de Carvalho Filho, Rodrigo Janot pediu também que fose encaminhado ao STJ o depoimento de Hilberto Mascarenhas Alves Silva Filho, que também trata de relação da Odebrecht com Flávio Dino.

Mas esta é uma outra história…

 

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *