0

Ministério Público já teve acesso a sistema da propina na Odebrecht…

Dispositivo Drousys registrou todas as conversas sobre pagamento de propinas e caixa 2 desde 2008, especificando valores, beneficiários e responsáveis pelo pagamento; documentos servirão como prova das delações

 

Hora da verdade
Drousys dirá quem mente no caso de Dino

A Procuradoria-Geral da República já teve acesso ao sistema Drousys, programa secreto de computador da Odebrecht que registrava o pagamento das propinas e caixa 2 a políticos, desde 2008.

Criado na Suíça, o Drousys é a prova da distribuição de dinheiro irregular da Odebrecht; em seus arquivos estão registrados todos os dados sobre pagamentos, quem recebeu, quem pagou e o valor.

O back up do Drousys foi concluído pela Polícia Federal no início desta semana, segundo o site O Informante. (Leia aqui)

No caso do governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB), por exemplo, o que a PGR tem é apenas a delação do ex-diretor da companhia, José de Carvalho Filho. Segundo ele, Flávio Dino pediu e foi atendido em R$ 200 mil, de caixa 2, para a campanha de 2010.

O Drousys tem os registros de conversas entre Carvalho Filho, seus superiores e os responsáveis pela propina.

No sistema também estão registrados dados como data do pagamento, responsável pelos repasses, locais, senhas e contrasenhas.

É, portanto, mais uma dor de cabeça para os envolvidos na propina e no caixa 2 da Odebrecht…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *