2

STF julga hoje ações que atingem futuro de Flávio Dino na Lava Jato…

ADIs questionam obrigatoriedade de autorização das Assembleias para que o STJ possa processar governadores; e pregam o afastamento imediato do cargo após aceitação de eventual denúncia ou queixa-crime

 

CORDA NO PESCOÇO
Futuro de Flávio Dino pode estar nas mãos do STF antes de o STJ decidir sua vida

 

O Supremo Tribunal Federal julga nesta quarta-feira, 3, um conjunto de Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADI) que podem interferir diretamente no futuro do governador Flávio Dino (PCdoB) na Lava Jato.

As ADIs 4798, 4764 e 4797, do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil questionam a obrigatoriedade de licença das Assembleias Legislativas do Piauí, do Acre e do Mato Grosso para que governadores sejam processados no Superior Tribunal de Justiça.

ALs NA BERLINDA
STF vai dizer se o STJ precisa de autorização das assembleias para julgar ações penais de governadores

Flávio Dino tem um pedido de investigação no STJ, sob acusação de ter recebido Caixa 2 de R$ 200 mil da Construtora Odebrecht na campanha de 2010.

Caso o STJ acate a argumentação da Procuradoria-Geral da República, o STJ ainda terá que ter autorização da Assembleia Legislativa para processar o governador maranhense.

Mas se o STF julgar procedente as ações a autorização da AL, neste caso, será desnecessária.

No julgamento destas três ADIs, a PGR já opinou, inclusive, pela procedência do pedido.

SAI OU NÃO SAI?
Na ADI de Minas Gerais, os ministros vão dizer se o governador é ou não afastado após início do processo

Afastamento do governador

A outra ADI a ser julgada pelo STF nesta quarta-feira é a de nº 5540, de autoria do Democratas de Minas Gerais.

Neste caso, os ministros do Supremo vão discutir dois aspectos:

1 – se é constitucional a exigência de licença da Assembleia para julgamento de ações penais contra governadores no STJ;

2 – e se é constitucional a medida de afastamento dos governadores em caso de recebimento de queixa-crime no STJ ou apenas em caso de denúncia formal.

VALE PARA TODOS
As decisões do STF atingem todos os estados porque mexem diretamente na Constituição Brasileira

Embora todas as Ações de Inconstitucionalidade sejam específicas de alguns estados, a decisão do Supremo passa a valer para todas as unidades da federação, já que se aplica a ela a chamada “Repercussão Geral”.

Neste caso, se o STF acatar as ADIs, Flávio Dino só terá uma saída para escapar de eventual afastamento do cargo: torcer – ou articular – para que o STJ nem receba o pedido de investigação contra ele.

É aguardar e conferir…

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. O povo não quer mais esse governador que pousava de santo, detonava todos, mandava sujar nomes de pessoas e familis por vingança, ele caiu do pedestal, acabou, o santo não existe o que existe é um politico corrupto, que já enrreiqueceu gracas a esquemas bilionarios como o do Mateus e muitos outros, a tua mascara caiu Dino, e nem adianta o cumpicha Marcio Jerry tentar jogar sujo com as familias que a casa de vcs caiu, deveriam ser presos juntos, dupla maldita

  2. Ele está com o “cuzinho” na ratoeira! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Flávio Dino mais Márcio Jerry tanto maquinaram contra um monte de gente no sentido de usar o Judiciário contra quase todo mundo, que hoje se vêem em situação pior do que eles desejaram pra muita gente no Maranhão. Quem disso cuida, disso usa!! Bem feito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *