3

Eleições de 2018 podem ser transferidas para 2020…

Embora lideranças políticas entendam ser uma impossibilidade, extensão do mandato presidencial de Michel Temer ganha força por ajudar também em uma eventual condenação em segunda instância, que tiraria Lula do páreo presidencial

 

ENTRE AMIGOS
Michel Temer seria beneficiado com extensão de mandato prevista por Rodrigo Maia…

A maioria das lideranças políticas maranhenses dizem que esta possibilidade é inviável diante da Constituição.

Mas o fato é que há um movimento cada vez mais forte nos bastidores do Congresso Nacional para adiar as eleições gerais para 2020, o que garantiria mais dois anos de mandato ao atual presidente, aos governadores, senadores, deputados federais e estaduais.

Com a extensão dos mandatos, acabara-se com a reeleição, estipulando mandatos de cinco anos para presidentes, governadores e prefeitos.

Encabeçado pelo próprio presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a proposta, que poderá ser analisada na Reforma Política, tem o objetivo de garantir mais tempo de mandato ao presidente Michel Temer (PMDB).

CONDENAÇÃO
…Proposta garantiria, porém, mais tempo uma eventual condenação de Lula na Lava Jato

E ganha cada vez mais apoios na grande mídia e no mercado por outro motivo: garantiria mais tempo para um julgamento do ex-presidente Lula em segunda instância, o que o tiraria do páreo da presidência.

Às voltas com sucessivos inquéritos na Operação Lava Jato, Lula tem crescido nas pesquisas de intenção de votos á medida que se aproxima o pleito de 2018.

E seus adversários entendem que o tempo até a eleição é curto para uma condenação no Tribunal Regional Federal, por exemplo, o que o deixaria inelegível.

Por isso o jogo político na Câmara pela extensão dos atuais mandatos…

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Para ser chamado de bandido tem que ser julgado e condenado, o que aconteceu até agora foi a delação de bandidos já condenados que a troco não sei de quê, estão imputando em Lula crimes que precisão ser provados.

  2. Marcos, tenho ouvido de amigos políticos ou não, que seria casuísmo esta alteração. Claro que não o é, Pois, em 1982, tivemos mandatos de seis anos para todos os cargos exceto para presidente. Portanto, não é algo novo, e traria um ganho, todas as eleições seriam disputadas ao mesmo tempo, criando um ambiente mais democrático e lucrativo economicamente para o país.

  3. O que me causa incredulidade é o fato de um investigador que provavelmente tem culpa, está em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de votos para o cargo mais importante do país,;isso que parte dos brasileiros não dá valor a ética ou a moralidade, no futuro que valores serão repassados para as gerações futuras,;triste ver que algum com um perfil de bandido possa comandar outra vez, sinto cada vez mais vergonha dos políticos e de quemais tem por herói um ser de conduta moral duvidosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *