3

O risco da venezuelização do Brasil…

Ao convocar as forças armadas contra o próprio povo brasileiro é um sinal de que o presidente Michel Temer pode estar disposto a tudo para se manter no poder; inclusive dando um golpe no próprio golpe

 

ANOS DE CHUMBO – por ordem de Michel Temer militares do Exército montam guarda em frente ao Palácio do Planalto, prontos para a guerra contra os próprios cidadãos brasileiros

Editorial

Desde que assumiu o poder, após impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), o presidente Michel Temer (PMDB) sempre mostrou uma estranha proximidade com os militares.

Foi comum nestes pouco mais de um ano de mandato as reuniões com os chefes das Forças Armadas, dando a entender que buscaria o Exército, a Marinha e a Aeronáutica se preciso fosse para garantir o seu governo.

Nesta quarta-feira, 24, Temer mostrou-se disposto, inclusive, a uma venezuelização do Brasil.

A presença de militares das Forças Armadas para reprimir manifestantes em Brasília foi um recado direto: o presidente que chegou ao poder por um golpe, mostra-se disposto a outro golpe para permanecer.

VENEZUELIZAÇÃO – O confrontos na Esplanada dos Ministérios trouxeram o país sitiado por Nicolas Maduro para dentro da capital brasileira

E para isso parece contar com forças reacionárias dentro e fora do seu partido, o PMDB; dentro e fora do seu ministério.

Michel Temer já perdeu as condições de governar o país, isto está claro.

Mas pode continuar governando, se estiver disposto a devolver o país aos anos de chumbo.

E isso ele deixou claro nas imagens que ilustram este post.

Simples assim…

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Borrachadas nesses sindicalistas vagabundos e cretinos. Militares Já!!!!

  2. Mas tocar fogo no país pode né?
    Tem que sentar o pau nos vagabundo que fazem baderna.
    Protesto é válido desde que seja pacífico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *