2

“Balança, mas não cai”: enfim uma solução…

Ao realizar o remanejamento dos ocupantes do prédio em ruínas n o São Francisco, por ordem judicial, a prefeitura encerra uma polêmica que já durava quase 30 anos

 

A Prefeitura de São Luís realizou, no sábado, 10, o remanejamento das famílias ocupantes do prédio Santa Luzia, conhecido como “balança, mas não cai”, no bairro São Francisco.

A ação atende à decisão judicial determinada pela Vara de Interesses Difusos e Coletivos, em ação impetrada pelo Ministério Público do Maranhão, embasada no fato de que o local representa risco iminente de desabamento e de condições precárias de moradia. O ato antecede à demolição do prédio, que será realizada pela Prefeitura.

– A ocupação irregular desse edifício é mais uma demanda que a gestão municipal está solucionando, porque representa um perigo iminente tanto para os ocupantes como para a população dos arredores. Já estamos há cerca de dois meses realizando um grande trabalho de convencimento, dialogando com os moradores sobre os riscos de continuarem no local e repassando-lhes informações sobre seus direitos e deveres com relação ao seu remanejamento, para que tenham todo o amparo socioassistencial que precisam ter na sua locomoção – afirmou o secretário Mádison Leonardo Andrade.

Eram cerca de 40 famílias vivendo no local desde o fim da década de 80, quando o prédio foi abandonado pela construtora que pretendia comercializá-lo.

Desde então, várias tentativas de retirada eram impedidas, ora por decisões judiciais, ora por ação de Ongs e manifestantes sociais.

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Esse prédio já foi desocupado em outras ocasiões e, devido a demora em demoli-lo, foi reocupado. De nada adianta tirar as pessoas de lá se não demolir logo. Essa operação corre o risco de virar teatro, infelizmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *