2

Após falar de”vacas magras” no governo, Flávio Dino quer renegociar crédito do BNDES…

Governador encaminhou à Assembleia Legislativa projeto em que pede para alongar o prazo do crédito de R$ 2 bilhões, mesmo sem apresentar justificativas para o pleito

 

Dino, em Caxias, ao assinar convênios com aliados e negar recursos ao prefeito de oposição: “Vacas magras”

Dois dias depois de dizer em Caxias que os cofres do Maranhão estão zerados, o governador Flávio Dino (PCdoB) encaminhou à Assembleia Legislativa mensagem governamental que pede autorização para renegociar o crédito de R$ 2 bilhões tomados ao BNDES.

O crédito está liberado para o Maranhão desde 2014, mas Dino nunca explicou como usou este dinheiro.

No último sábado, 12, para negar recursos ao município de Caxias, administrado pelo oposicionista Fábio Gentil (PRB), ele saiu-se com um discurso de terra arrasada nos cofres estaduais. (Releia aqui)

– Nós vivemos um tempo de vacas muito magrinhas. Tem hora que a gente nem acha vaca. No tempo da vaca magra é que era bom. Tem hora que a vaca foi embora mesmo. Não tem a gorda, não tem a magra, não tem nenhuma. Então, essa é a realidade da prefeitura, é a realidade do governo também – afirmou Dino, em Caxias.

Mas o pedido do governador para renegociar o crédito nada explica aos deputados.

– o governo precisa explicar à Assembleia o que ele deseja renegociar no empréstimo: juros? Prazos? Mudança de objeto? Sem essas explicações, não há como a Casa autorizar o governo, sob pena de estar cometendo crime – questionou o deputado Eduardo Braide (PMN), ao ler a mensagem governamental.

Mesmo assim, o pedido de Dino já está publicado no Diário da Assembleia.

E deve ser apreciado ainda esta semana pelos deputados…

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Quer dizer que ele manda a mensagem sem explicar o que vai ser renegociado com o BNDES? Como esses pobres deputados poderão aprovar algo que vem numa “caixa-preta”? Isso é um desrespeito!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *