0

Com nova procuradora, investigação contra Flávio Dino deve ser desengavetada na PGR…

Nova chefe do Ministério Público, Raquel Dogde vai priorizar esclarecimento de denúncias contra governadores; caso envolvendo governador do Maranhão dorme em uma das gavetas de Rodrigo Janot desde o início do ano

 

Janot mantém processo contra Dino engavetado, mas Dodge quer força-tarefa para esclarecer questões

Engavetado pelo procurador-geral da República Rodrigo Janot, desde abril, a denúncia por recebimento de propina da Odebrecht pelo governador Flávio Dino (PCdoB) deve, finalmente, ser encaminhada ao Superior Tribunal de Justiça.

A denúncia contra o comunista – de que ele recebera R$ 200 mil de propina nas eleições de 2010 – foi feita por executivos da Odebrecht no início do ano; e por determinação do ministro Edison Fachin, deveria ser encaminhada ao STJ. (Relembre aqui, aqui e aqui)

Mas Janot, que tem como um de seus principais auxiliares o irmão de Flávio Dino, procurador Nicolao Dino, decidiu segurar o processo até o momento.

O chefe da PGR tinha como candidato à sua sucessão o próprio Nicolao Dino, que chegou a ser o mais votado entre os procuradores, mas foi preterido pelo presidente Michel Temer.

Raquel Dodge deve tomar pose no início de setembro, e já determinou força-tarefa específica para encaminha o caso dos governadores ao STJ – inclusive o de Flávio Dino.

Se os ministros decidirem que Dino deve ser investigado, sua situação se complica para as eleições de 2018.

É aguardar e conferir…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *