1

O discurso e a prática…

O Jefferson Portela de 2014, que criticava o uso da Segurança como moeda eleitoral por seus correligionários – e chegou a ironizar entrega de chaves a prefeitos – é o mesmo que hoje faz campanha de deputado federal com as ações da Segurança

 

TUDO MUDOU. Jefferson Portela em mais uma entrega de viaturas a prefeitos; perceba que os policiais são os únicos que, sequer, alcançam, as chaves

Em novembro de 2014, logo após ser anunciado como secretário de Segurança pelo governador Flávio Dino (PCdoB), o delegado comunista Jefferson Portela criticou em entrevista o uso da pasta pelos seus antecessores de olho em eleições.

E garantiu que não usaria o cargo para se projetar eleitoralmente.

Na mesma entrevista, ele também criticou a entrega de chaves de viaturas a prefeitos. E ainda questionou, com seu jeitão militar: “O prefeito vai ser o motorista da viatura?”.

Mil dias se passaram e a prática de Jefferson Portela, hoje, nada tem a ver com o seu discurso de pré-posse.

Basta fazer uma pequena pesquisa, mesmo superficial, nos buscadores de internet para se comprovar que o mesmo Jefferson Portela crítico duro dos ex-secretários de Segurança aparece, todo serelepe, entregando chaves de viaturas alugadas pelo governo a alguns dos mesmos prefeitos que ele questionou se seriam motoristas desses veículos.

Além disso, o secretário de Segurança Pública está em plena campanha de deputado federal pelo PCdoB – situação que já até lhe pôs em rota de colisão com o todo-poderoso secretário Márcio Jerry.

Jefferson Portela é tão comunista quanto o governador Flávio Dino. 

E como tal, também faz das suas nestes mil dias de governo…

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

  1. Não temos secretário de segurança. O que se vê é o uso indevido da máquina pública pra fins eleitorais. Verdadeiro absurdo! Pior de tudo é que não vai se eleger, enquanto isso a população sofre com falta de segurança e os escândalos a nível nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *