0

“A responsabilidade pela saúde é do governo do Estado”, diz Lobão, em resposta a Dino…

Senador emite nota em que chama de mentira a acusação do governador sobre emendas parlamentares e diz que o comunista deveria usar seu tempo para cuidar do Maranhão, ao invés de “se dedicar com tanto ardor a selvagens lutas políticas”

 

MENTIRAS. Lobão criticou Dino por atitude desrespeitosa e mentirosa contra senadores”

O senador Edison Lobão (PMDB) desmentiu, em nota distribuída nesta quinta-feira, 19, a acusação do governador Flávio Dino (PCdoB), de que os membros da bancada maranhense no Senado tentam prejudicar os municípios negando-lhes recursos.

– Os parlamentares não arrecadam recursos nem são gestores de tais meios financeiros. Eles pedem, solicitam e subscrevem as emendas parlamentares demonstrando total interesse de ajudar os municípios – diz Lobão.

Lobão diz que Flávio Dino age assim porque se alimenta das guerras políticas.

– Acho que o governador empregaria melhor o seu tempo cuidando dos interesses legítimos do povo em vez de dedicar-se com tanto ardor à promoção de selvagens lutas políticas – afirmou.

Veja abaixo a íntegra da nota de Lobão:

O Governador Flávio Dino mente ao dizer que os senadores do Maranhão têm a intenção de prejudicar os municípios do estado negando-lhes recursos para a saúde pública.

Os parlamentares não arrecadam recursos, nem são gestores de tais meios financeiros. Os deputados e senadores pedem, solicitam, subscrevem as chamadas emendas parlamentares demonstrando total interesse no sentido de ajudar os municípios.

A responsabilidade real de resolver os problemas de saúde pública, de saneamento, de rodovias é, isto sim, do governo do estado e supletivamente do governo federal e dos próprios municípios, infelizmente estes enfrentando graves dificuldades neste momento.

Já em anos anteriores não recusei solidariedade ao governo Flávio Dino, assinando emendas que lhe favoreciam.

Acho que o governador empregaria melhor o seu tempo cuidando dos interesses legítimos do povo em vez de dedicar-se com tanto ardor à promoção de selvagens lutas políticas.

O que se trata nesta fase é de recursos federais. Pois que sejam destinados pelo governo federal à saúde e a outras políticas públicas através dos seus ministérios.

O resto é falatório irresponsável.

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *