3

A previsível ação dos comunistas…

Governo usa braços em setores da sociedade para criar embaraços ao ex-secretário Ricardo Murad apenas três dias depois de ele se apresentar como pré-candidato nas eleições de 2018

 

Ricardo Murad provocou reações rápidas no comunista Flávio Dino

O ex-secretário Ricardo Murad entrou imediatamente na linha de tiro do governo comunista logo após anunciar-se interessado na disputa de 2018. Uma juíza denunciada por ele ao Conselho Nacional de Justiça decidiu julgá-lo no âmbito eleitoral e torná-lo inelegível.

A ação dos comunistas – diretamente ou por intermédio de braços judiciais, policiais ou midiáticos – é sempre tão previsível que se recusa até a acreditar que ela possa ser posta em prática.

E tem sido assim nos últimos três anos, desde que o comunismo tomou conta do Maranhão.

O governador Flávio Dino e seus principais secretários usam toda a estrutura de que dispõem para perseguir, intimidar, constranger ou pressionar quem tenta fazer contraponto às suas ações.

O próprio Ricardo Murad já foi vítima deste aparelhamento da máquina pública.

O ex-secretário chegou a ser constrangido a uma condução coercitiva para prestar esclarecimentos – embora o desejo do comunismo instalado no Palácio dos Leões fosse prendê-lo mesmo.

Flávio Dino tem instrumentos judiciais, policiais e midiáticos para criar um clima de estado de exceção no Maranhão.

Já usou membros do Ministério Público, como o notório promotor José Roberto Ramos, contra a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB); usa de sua tropa-de-choque midiática constantemente contra o senador Roberto Rocha (PSDB) e atuou pessoalmente contra a ex-prefeita Maura Jorge (Podemos), coincidentemente todos pré-candidatos ao governo.

E pelo que se vê, o comunista não se fará de rogado em usar esse aparelhamento contra quem se atrever a enfrentá-lo politicamente.

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Essa é uma acusação séria meu caro blogueiro, levantar uma suspeita sobre uma magistrada séria, que foi perseguida diversas vezes. Não entre nessa cilada, devemos respeitar uma decisão judicial, a ler trechos da peça que foram publicadas ela agiu dentre do jusrisprudência.

  2. D’eça meu caro, faz parte da tua profissão, o manejo das palavras para explicar o inexplicável, você se torna em certo ponto “o advogado do diabo”. Sei que não é fácil fazer a defesa de Ricardo Murad, só não ver quem não quer. Ricardo Murad era para ser banido da vida pública pelo que é e pelo que já foi, todo mundo sabe disso, a sua conduta mais que duvidosa, chefe de Orcrim, investigado tanto pela justiça do Estado, e governo federal, em crimes de colarinho branco, corrupção e tudo que não presta. Portanto Ricardo Murad é persona non grata na política do Maranhão, menos D’eça, menos.

  3. Dino ou dina tá doido pelo poder. Mandou derrubar a torre da radio capital do senador Roberto rocha.
    Ele bota em pratica as taticas comunistas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *