3

De como se formam os “capo di tutti capi”…

Ao avançar sem limites sobre partidos e cooptar lideranças políticas – e comemorar o fato como troféu – o governo comunista apenas confirma o sonho de Flávio Dino de um dia ser Sarney

 

O governador Flávio Dino, seus principais auxiliares e a mídia alugada pelo Palácio dos Leões, passaram os últimos dias a comemorar a cooptação de partidos que eles chamam de “sarneysistas”.

Fizeram a festa com a provável adesão do ex-ministro Gastão Vieira (Pros), comemoraram a suposta reunião em Brasília com DEM, PTB, PR – depois desmentida como tratando-se de reunião com Weverton Rocha (PDT) – e levantaram a hipótese de isolar a oposição.

Para Flávio Dino et caterva isso é um feito digno.

Mas assim se formam os “capo di tutti capi”, ou o “chefe dos chefes” numa tradução livre.

Este blog sempre apontou que o sonho de Flávio Dino sempre foi seguir a trilha do senador José Sarney, único maranhense a alcançar todos os principais postos de liderança política no Brasil. (Releia aqui e aqui)

O problema é que o acaso da história levou Sarney ao Olimpo político.

Dino não. Dino age com autoritarismo, impondo o medo, com ações de guerrilha forjadas em “laboratório”.

Ao planejar, milimetricamente, cada passo para chegar ao poder, Flávio Dino acaba por subverter a regra; e acaba se tornando o que ele sempre diz criticar: apenas “um chefe dos chefes”, na pior acepção da palavra.

Comemorar a cooptação de adversários em troca e espaços de poder às custa do dinheiro público é uma indignidade.

Mostra também a insegurança do poder e a  capacidade de estar disposto a tudo para mantê-lo.

Como capo di tutti capi, Flávio Dino mostra todo o seu sonho de um dia chegar ao nível do ex-presidente Sarney.

Mas suas atitudes o deixam cada vez mais distante deste olimpo…

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. D’eça eu sei que não adianta te provocar, porquê não vai publicar meus comentários, mas sei que ler, se nem isso fizer, não és digno de si mesmo tenho certesa que tua pena é de aluguel, lamentável.
    Vamos ao que interessa, ninguém em sã consciência aqui no Maranhão que ser Sarney. Sarney não é exemplo para ser seguido, é o que temos de pior na politica, e é também a pior especie de corrupto. O demagogo, o cinico, o hipocrita, aquele que a luz do sol brada contra a corrupção e na escuridão faz horrores.
    Sarney não acredita em Deus, se acreditasse temeria, Embora, eu não creia que alguém vá ao inferno a procura de luz.

  2. Flavio Dino precisa entender que as pessoas possuem a capacidade de pensar, discernir, que nem sempre são teleguiadas por fatos. Veja por exemplo Caxias,. Levar o Fabio Gentil para tirar fotos na convenção do PCdoB apenas diminiui Flavio Dino. Em Caxias o campo politico que ele usou não o perdoa. Credita a ele, Flavio, a piora no estado de saude de HC…por esse fato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *