0

Após lambança comunista, Caema e alvo de órgãos de controle…

Após culpar deus-e-o-mundo pela própria incompetência, Flávio Dino é obrigado, de novo, a admitir que o problema na adutora do Italuís se deu por uma mudança de projeto determinada em sua gestão; Procon e Defensoria Pública notificaram a companhia, que voltou a  operar no sistema antigo

 

Flávio Dino diretores da Caema e empreiteiros batem-cabeça após erro de projeto criado pelos comunistas

O Procon-MA e a Defensoria Pública do Maranhão notificaram a Caema, nesta segunda-feira, 11, pela lambança que foi a tentativa de ligar o novo sistema Italuís de abastecimento d’água.

Sob a gestão comunista de Flávio Dino, a companhia errou ao mudar o projeto para inclusão de uma conexão tipo “Y”, que acabou não suportando a pressão da água.

Para garantir o abastecimento na capital, Flávio Dino foi obrigado a religar o sistema antigo até que a nova peça seja refeita – a um novo custo para o contribuinte maranhense.

O Procon quer que a companhia deixe claro aos consumidores os custos dos seis dias sem água nas torneiras.

A Defensoria Pública, por sua vez, se põe à disposição para eventuais ações contra a Caema.

Protagonista de mais uma lambança do governo comunista…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *