2

Justiça solta último acusado do caso Décio ainda preso…

Apontado como um dos mandantes do assassinato do jornalista, o empresário Júnior Bolinha foi beneficiado por decisão do Tribunal de Justiça; diante do fato novo, cinco anos depois, a morte de Décio ainda segue sem solução

 

ARQUIVO VIVO. Bolinha também agora é homem livre

O empresário Júnior Bolinha foi solto hoje por decisão da Justiça.

Ele é apontado como um dos articuladores do assassinato do jornalista Décio Sá, morto em abril de 2012, na avenida Litorânea, em São Luís.

Com a decisão, todos os denunciados pelo crime – à exceção do executor, Jonathan de Sousa, já condenado – estão livres.

De fato, diante da liberdade de Fábio Capita, Fábio Buchecha, José Miranda e Gláucio Alencar – todos pronunciados a Júri Popular – não fazia sentido que apenas Júnior Bolinha continuasse atrás das grades.

Leia também:

Livre, Gláucio Alencar vai a morro na Litorânea…

Motos e pick-ups na trilha de Fábio Capita…

Um criminoso chamado Fábio Buchecha...

EM CIMA DO MORRO. Gláucio Alencar já havia recebido a liberdade desde a semana passada

Em 2014, Bolinha assinou uma carta – encaminhada à Justiça, publicada neste blog e em outros veículos de comunicação – em que dá detalhes e aponta o que considera os principais responsáveis pela morte de Décio Sá. (Relembre aqui, aqui e aqui)

Nem a polícia, muito menos o Ministério Público ou a Justiça levaram em consideração as revelações do empresário, embora todas as informações da carta pudessem ser comprovadas.

Diante da liberdade dos acusados e dos furos na investigação e na instrução processual, o caso Décio Sá é mais um que segue sem solução no estado.

E a vítima é a única presa…

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. ESSA JUSTIÇA E ESSE DESEMBARGADOR PNC É UMA MERDA, ALIÁS NOSSA JUSTIÇA É UMA VERGONHA,AINDA MAIS COM ESSE CUTRIM DANDO O CANETÃO FINAL PARA LIBERAR ESSA CORJA DE CANALHAS.

  2. Aonde tem gente graúda, quem paga, ou sofre as consequências são os mais fracos.
    O caso Décio Sá, envolve, juiz, empresários, jornalistas, bandidos, pistoleiros e pé rapado, os mais fundidos ou estão morto ou puxando cadeia. Se avançar mais chega nos grande e ninguém quer isso, passa uma borracha por cima, o tempo passa soltar os mais influentes e fica porisso mesmo. Morreu Maria Prea, ninguém fala mas nisso, ponto final.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *