3

Os barracos de Flávio Dino…

O piti na BR- 135 foi apenas mais um dos inúmeros ataques de estrelismo do autoritário comunista desde que assumiu o governo do Maranhão

 

A patacoada protagonizada pelo comunista Flávio Dino (PCdoB) et caterva na duplicação da BR-135 foi apenas mais um dos barracos que ele protagoniza desde que assumiu o governo.

De viés autoritário, Dino é incapaz de conviver democraticamente com adversidades políticas; ex-juiz, carrega ainda a síndrome dos que acham que podem tudo.

GROSSERIA. Em Barra do Corda, Fla´vio Dino tentou impedir Maura Jorge de falar em sua própria cidade

Foi assim em Lago da Pedra, em 2015, quando proibiu a então prefeita Maura Jorge (Podemos) de discursar em um evento em sua própria cidade.  (Relembre aqui)

Para os adversários, o governador maranhense tem pouca inteligência emocional, o que o faz explosivo ao menor sinal de contrariedade.

Soma-se a isso o batalhão de bajuladores que o seguem, para que seus atos tornem-se combustível fácil para ataques de estrelismo e autoritarismo, como o que ocorreu na BR-135. (Releia aqui)

PITI PÚBLICO. Na BR-135 ameaçou até a polícia para prender cerimonialistas

Dino detesta ter sua suposta sapiência contestada; e quando se ver diante de questões que ele desconhece, parte para o ataque e a ameaça pura e simples.

Assim ocorreu em Imperatriz, em 2017, quando praticamente tomou o microfone de um pastor evangélico para falar em um evento em que sequer estava inscrito. (Reveja aqui)

VIOLÊNCIA. Em Imperatriz, Dino tentou até arrancar microfone das mãos de um pastor

Mas é este perfil autoritário que tem marcado o governo comunista liderado por Flávio Dino.

A cada aparição pública em evento em que precise dividir as atenções com outros atores políticos e sociais, Dino dá ataques de autoritarismo memoráveis.

O que tem revelado ao Maranhão sua verdadeira personalidade…

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Dino é e sempre foi vítima dos barracos patrocinados pelos teus patrões pistoleiros , viado safado!!!

  2. Coitado! Tem algum conhecimento, mas sabedoria, que é bom, passou foi longe!

  3. Faltou o barraco no TRE, quando ele foi candidato derrotado ao governo do estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *